43º Salão Internacional de Humor de Piracicaba já tem comissões julgadoras definidas

Rafael Corrêa - Brasil - Premio Tira 2015Um dos mais importantes eventos do mundo no universo das artes gráficas – leia-se Salão Internacional de Humor de Piracicaba – já definiu as comissões julgadoras que farão parte da sua 43ª edição, que acontece de 27 de agosto a 12 de outubro, no Parque do Engenho Central.

O júri de seleção será composto por Leda Pasta (jornalista da Rede Globo -Campinas/SP); Rogério Vilela (desenhista de quadrinhos, editor e fundador da Fábrica de Quadrinhos – São Paulo/SP); Érico San Juan (artista gráfico e desenhista de quadrinhos – Piracicaba/SP); Marina Toledo (arte-educadora e coordenadora do setor educativo do Museu da Língua Portuguesa – São Paulo/SP); Alex Sander (publicitário, ilustrador e chargista – Americana/SP); José Maurício Conrado da Silva (professor da área de comunicação da Universidade Mackenzie – São Paulo/SP) e Luli Pena (ilustradora e designer gráfica – São Paulo/SP). Os membros irão se reunir nos dias 30 e 31 de julho para selecionarem trabalhos inscritos que ficarão expostos durante os dias do evento.

Já o júri de premiação, com data marcada para 20 de agosto para contemplar obras selecionadas, será formado por Geisa Fernandes (pesquisadora e professora universitária – Rio de Janeiro/RJ); John Lent (pesquisador e professor universitário na Pensilvânia, EUA); Ares (cartunista e artista plástico em Havana, Cuba); José Roberto Neffa Sadek (secretário-adjunto de Cultura do Estado de São Paulo); Danilo Gentili (apresentador e humorista – São Paulo/SP); Gilmar Machado Barbosa (cartunista – Santo André/SP) e José Pedro Martins (jornalista e assessor de cultura – Campinas/SP).

“Não tenho dúvidas que todos os jurados se empenharão muito para a seleção e a premiação das melhores obras, lançando mão de um trabalho criterioso. Por se tratar de profissionais muito qualificados, tudo promete ser conduzido com maestria e o resultado acarretará em mais uma edição memorável”, afirmou a secretária da Ação Cultural, Rosângela Camolese.

De acordo com o produtor gráfico do CEDHU, Eduardo Grosso, a composição dos júris de seleção e premiação procura abranger convidados com experiências profissionais diversificadas para que isso possa refletir positivamente na análise e julgamento dos desenhos participantes do Salão em cada uma das fases.

Para San Juan, que já fez parte do júri de seleção em 2008, no 35º Salão de Humor de Piracicaba, voltar a ser jurado do evento em 2016 é uma emoção especial já que completa 25 anos de carreira como cartunista e ilustrador. “Muitos salões de humor apareceram e sumiram desde 1974, ano da primeira edição do Salão de Piracicaba. Mas o ‘nosso’ se tornou uma referência fundamental para a cultura no Brasil. É um evento sólido, que não deixou de buscar uma bem-vinda renovação nos últimos anos. E com sua continuidade e presença permanente, ano após ano, também luta, a seu modo, contra outra ditadura: a do politicamente correto”, comentou.

 

Na opinião de José Maurício Conrado da Silva, integrar o júri de seleção é de extrema importância. “O Salão é um espaço privilegiado de debate das questões sociais e culturais do país e do mundo. Mas sua importância está na qualidade e no formato do debate, afinal de contas, utilizar as artes gráficas e visuais é uma forma de enfatizar a ideia de Marshall Mcluhan de que ‘O meio é a mensagem’”, salientou.

Geisa, jurada de premiação, se sente muito feliz e honrada em participar da comissão julgadora. “Para o público em geral o Salão Internacional de Humor é a oportunidade de conhecer o trabalho, muitas vezes solitário e frequentemente mal remunerado, do artista gráfico”, disse. Gilmar Machado Barbosa, que também faz parte do júri de premiação, confessa que é uma grande responsabilidade fazer parte desta comissão. “Estou com grandes expectativas para apreciar os trabalhos dessa 43ª edição por conta dos últimos acontecimentos políticos no país. Outro detalhe é que não só no Brasil, mas no mundo os temas sociais, políticos, econômicos são verdadeiras piadas prontas desafiando a originalidade e criatividade dos artistas gráficos participantes do Salão”, ressaltou.

No ano passado o Salão de Humor contou com a inscrição de 2.984 obras; destas, 429 foram escolhidas: 128 cartuns, 114 caricaturas, 95 charges e 49 tiras/histórias em quadrinhos, além de 43 trabalhos com o tema corrupção. O evento é realizado pela Prefeitura de Piracicaba por meio da Semac (Secretaria Municipal da Ação Cultural) e do CEDHU (Centro Nacional de Humor Gráfico de Piracicaba).

 

INSCRIÇÕES ABERTAS – Vale lembrar que o período de inscrições para o 43º Salão Internacional de Humor de Piracicaba segue até o dia 22 de julho. As categorias em cena são cartum, charge, caricatura, tiras/HQ (histórias em quadrinhos) e tema mobilidade. A premiação soma R$ 55 mil. O regulamento na íntegra e a ficha de inscrição estão disponíveis no site do evento: salaointernacionaldehumor.com.br.

O 14º Salãozinho, direcionado a estudantes da rede pública e privada, com idade entre 7 e 14 anos, segue com inscrições até 24 de junho. Serão conferidos seis prêmios destinados aos primeiros, segundos e terceiros lugares. Mais detalhes e a ficha de inscrição também estão disponíveis no site do Salão de Humor.

Deixe um comentário