Cia Polichinelo apresenta “Como Nasce a Chuva?” no Cena Criança deste sábado

Como nasce a chuva_Acervo da Companhia PolichineloNeste sábado (31), a Cia Polichinelo de Teatro de Bonecos e retorna a unidade do Sesc Piracicaba para apresentar o espetáculo “Como Nasce a Chuva?”. Com início às 16h, a apresentação acontecerá no Teatro da unidade com é necessário retirar os ingressos gratuitos com 1 hora de antecedência.

“Como Nasce a Chuva?” conta a história de um indiozinho que já nasceu sabendo que era importante, porém, até ficar adulto não conhecia sua responsabilidade perante a vida. Então um dia ficou pensando sobre a chuva que caia: de onde ela vinha? Tomado por uma enorme curiosidade, Lua vai ao encontro dessa resposta se aventurando pelo mundo até encontrar o Deus da Chuva, que dá ao indiozinho uma tarefa muito difícil: criar três perguntas impossíveis de serem respondidas por um Deus. Se ele conseguir, não só saberá como nasce a chuva como ganhará o dom de fazer chover!

Ficha Técnica:
Texto e direção: Márcio Pontes
Bonecos e cenários/criação: Cia. Polichinelo
Iluminação/sonoplastia: Luciano Pacchioni
Trilha Sonora: Paulo Costa
Mixagens/audio: Kabana Stúdio
Figurinos/Criação: Márcio Pontes
Figurinos/Execução: Elizabeth Ferreira
Equipe de criação: Luciano Pacchioni, Paulo Costa e Eduardo Noberto
Direção Geral: Márcio Pontes
Realização: Cia Polichinelo de Teatro de Bonecos
Sobre a Cia Polichinelo de Teatro de Bonecos
Criada em 1997, a Cia Polichinelo de Teatro de Bonecos, situada em Araraquara – SP, já criou diversas montagens teatrais. E foi com sua pesquisa constante no universo dos bonecos que se consolidou como uma das importantes companhias do gênero, recebendo reconhecimento de público e crítica e se tornando um importante polo do teatro de bonecos no interior paulista.
Com um repertório que inclui de textos clássicos a experimentos da própria companhia, desenvolve seus trabalhos num processo quase coorporativo, em que seus integrantes – atores, técnicos e assistentes – participam do desenvolvimento de cada produção, dando a cada uma delas um teor único.
Nesse tempo de existência, conquistou lugar em importantes projetos culturais, dentre eles a Mostra SESI de Teatro de Bonecos, a Mostra Sesc de Artes, o Ciclo Multicultural do Centro da Cultura Judaica, participando também do Festival Internacional de Títeres de Bengala e do Festival de Los Vecinos de Cantaura, ambos na Venezuela.
Seus bonecos expressivos e sua técnica de manipulação, derivada do Bunraku japonês, trazem aos palcos, como resultado final, uma plástica apurada aliada a uma dramaturgia delicada e coerente. Os temas diversos tratam e exploram diferentes sensações: da poesia à comicidade e da tristeza à saudade (ou à reflexão).
Embora tenha se dedicado fielmente ao público infantil, não se pode dizer que seu único público seja exclusivamente os pequenos. Seus trabalhos são realizados visando o lúdico, o poético, o compreensível e o dinâmico, conquistando, como consequência, também o público adulto.

Informações no site da Cia: http://www.ciapolichinelo.com.br/

SERVIÇO
CENA CRIANÇA
Como Nasce a Chuva ?
Como a Cia Polichinelo
Dia 31, sábado, 16h.
Teatro. Grátis. Livre para todos os públicos. Retirada de ingressos com 1 hora de antecedência.

Deixe uma resposta