Feimep abre 7ª edição no domingo com ações artísticas e educativas

Pelo sétimo ano consecutivo, o interior paulista recebe o Feimep (Festival Internacional de Música Erudita de Piracicaba), evento que reúne 12 concertos gratuitos e uma ação pedagógica a 177 instrumentistas, de 53 cidades brasileiras, por meio de masterclasses com 11 professores do Brasil, Estados Unidos, Canadá e Suíça. A programação segue até 23 de julho.

Obras de Camille Saint-Saëns e Alexander Borodin integram o repertório da Orquestra Sinfônica de Piracicaba, responsável há quatro anos pelo concerto de abertura do Feimep. A convite do maestro Jamil Maluf, regente titular e diretor artístico do conjunto, o solo está por conta do violinista piracicabano Rosnei Tuon, concertino na Orquestra de la Suisse Romande, em Genebra, na Suíça.

O Teatro do Engenho recebe ainda seis atrações, sempre às 20h: o grupo de metais BrasSamPa (segunda, 18), o Fukuda Cello Ensemble, Jean William e Bebé Salvego (terça, 19), Quarteto Romanov (quarta, 20) e Danilo Brito (quinta, 21). Na sexta, 22, os docentes do Feimep unem-se num concerto de clássicos eruditos e no sábado, 23, é a vez da Orquestra Acadêmica do Feimep, sob regência de Jamil Maluf e participantes do 2º Encontro de Jovens Regentes.

Uma das novidades desta edição são os Concertos ao Anoitecer, às 18h, na Empem (Escola de Música de Piracicaba Maestro Ernst Mahle), tendo como atrações Coro Infantil da Empem (dia 18), Quarteto Safira (dia 19), Bebé Salvego e Família com a violoncelista Christy Choi (dia 20), o trio Lucas Farias (violino), Marina Martins (violoncelo) e Liliane Kans (piano), no dia 21, e o Recital dos alunos do 7º Feimep (no dia 22).

Para todos os espetáculos os ingressos estão disponíveis uma hora antes, sendo que a organização do 7º Feimep incentiva a doação de um quilo de alimento não-perecível, em prol do Lar dos Velhinhos de Piracicaba.

PEDAGÓGICO – Realizado pela Prefeitura do Município de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal da Ação Cultural, com organização da Manifesta Cerimonial, o Feimep tem como prerrogativa democratizar a música clássica, tanto para o público, quanto para os alunos de todos os níveis de conhecimento, do básico ao avançado. Os educadores são escolhidos em função do conjunto de práticas pedagógicas de excelência.

“As artes são ferramentas fundamentais para a transformação social, sendo a música uma das mais eficazes. O Feimep foi concebido para abrir novos horizontes aos alunos e ao público”, resume o diretor artístico e pedagógico, o violoncelista André Micheletti, que ao lado da esposa, a também violoncelista Mayumi Micheletti, está à frente dos trabalhos desde a segunda edição.

Os 177 estudantes, entre 6 e 58 anos, são provenientes de São Paulo, Bahia, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Santa Catarina e Tocantins, além do Distrito Federal. Há também uma estudante inscrita da Colombia, que participou do 47º Festival de Inverno de Campos do Jordão. “Durante as aulas, damos a mesma oportunidade de desenvolvimento aos iniciantes e aos que estudam há mais tempo. É um festival que atende ao aluno de acordo com o seu nível”, acrescentou Micheletti.

De todas as inscrições, a organização se surpreendeu com a procura pelas aulas de violoncelo, com 59 inscritos, que superam as masterclasses de violino, geralmente recordista, desta vez com 41. Há 34 matriculados para o curso sobre o Método Dalcroze, 18 para viola, 11 para o 2º Encontro de Jovens Regentes, 9 para contrabaixo e cinco para o curso de lutheria.

Os docentes brasileiros são Daniel Guedes, Alessandro Borgomanero e Rosnei Tuon (violino), Anselmo Melosi e Sérgio de Oliveira (contrabaixo), Alexandre Razera (viola), Iramar Rodrigues (Método Dalcroze) e Jamil Maluf (2º Encontro de Jovens Regentes). Do exterior participam as violoncelistas Helga Winold, da Universidade do Sul da Flórida e da Indiana University, e Minna Chung, da Universidade de Manitoba, no Canadá, além dos luthiers Mitsugu Gomikawa e Henrike Hahn, de Chicago.

O Feimep tem como patrocinadores culturais o Jornal de Piracicaba e a Revista Arraso e como apoiadores o Sesi Piracicaba, Senac Piracicaba, Orquestra Sinfônica de Piracicaba, Cultura Artística, Empem, Associação Amigos Mahle, Hermann’s Restaurante, Padaria Rivana Delicatessen, ArcelorMittal, Simespi e Rádio Educativa FM.

SERVIÇO – 7º Feimep. De 17 a 23 de julho, no Teatro Municipal Erotídes de Campos (avenida Maurice Allain, 454, Engenho Central) e Empem (rua Santa Cruz, 1.155, Bairro Alto). Entrada gratuita. A bilheteria abre uma hora antes. Informações: (19) 3413-5212 e www.feimep.com.br

Programação artística

Teatro Municipal Erotídes de Campos

17 de julho – domingo – 17h
Concerto de abertura do 7º Feimep
Orquestra Sinfônica de Piracicaba
Regência: maestro Jamil Maluf
Solista: Rosnei Tuon

18 de julho – segunda-feira – 20h
Quinteto BrasSamPa

19 de julho – terça-feira – 20h
Fukuda Cello Ensemble e tenor Jean William
Participação especial: Bebé Salvego

20 de julho – quarta-feira – 20h
Espetáculo Joias Russas, com o Quarteto Romanov

21 de julho – quinta-feira – 20h
Show de lançamento do álbum de Danilo Brito

22 de julho – sexta-feira – 20h
Concerto dos professores do Feimep

23 de julho – sábado – 20h
Concerto de encerramento do Feimep
Orquestra Acadêmica do Feimep
Regência: Jamil Maluf e alunos do 2º Encontro de Jovens Regentes

Empem – Escola de Música de Piracicaba Maestro Ernst Mahle
Concertos ao anoitecer
De segunda a sexta-feira, às 18h

18 de julho – Segunda-feira
Coro Infantil da Empem
Regência: Tania Pacca Perticarrari
Pianista: Rodrigo Bartsch

19 de julho – Terça-feira
Quarteto Safira

20 de julho – Quarta-feira
Bebé Salvego e Família
Convidada especial: Christy Choi  (violoncelo)

21 de julho – Quinta-feira
Lucas Farias (violino), Marina Martins (violoncelo) e Liliane Kans (piano)

22 de julho – Sexta-feira
Recital dos alunos do 7º Feimep

Deixe um comentário