Mostra principal do 41º Salão Internacional de Humor terá 368 obras

Após um final de semana de trabalho intenso e muito humor, o júri de seleção escolheu as 368 obras que farão parte da mostra principal do 41º Salão Internacional de Humor de Piracicaba, que será aberto no dia 23 de agosto, no Engenho Central. Ao todo, 576 artistas de 55 países enviaram obras para esta edição do evento, totalizando 2.562 trabalhos. A realização do Salão é da Prefeitura de Piracicaba, por meio da Semac (Secretaria Municipal da Ação Cultural) e CEDHU (Centro Nacional de Humor Gráfico).

Eduardo Grosso, da Comissão Organizadora, destacou o alto nível dos trabalhos, observação compartilhada por todos do júri. Ele também falou sobre a variedade e beleza gráfica. “Principalmente nas caricaturas e, este ano, em especial também nas tiras. Isso foi uma surpresa. Entre os temas que predominaram, Grosso citou o escritor colombiano Gabriel García Marquez, morto em abril deste ano, em caricatura, e as redes sociais, tanto em cartum quanto em charge. As relações de poder e amor entre homens e mulheres também inspiraram os desenhistas. Para ele, a Copa do Mundo de futebol foi um tema abordado de forma tímida. “Como foi muito frustrante, inspirou menos do que esperava.

O cartunista Caco Galhardo, criador de personagens como Júlio & Gina, Alcindo e Pescoçudos, integrou o júri de seleção. “Além de se divertir a gente viu muita coisa legal. Uma das características foi o número menor de trabalhos que a edição anterior. Aconteceu que quem mandou foi o pessoal mais interessado. De fato tinha muita coisa boa. O júri, formado por cartunistas e jornalistas, teve uma química legal e um completava a opinião do outro”, afirma.

Caco, que já teve trabalhos seus na mostra, destacou a importância do evento. “O Salão de Piracicaba é histórico. Nesse universo do humor, do cartum, da charge, ele sempre foi muito importante. Se colocar numa linha do tempo você tem uma ideia clara do que é a história do Brasil e do mundo”, destaca.

Para o cartunista piracicabano Marcelo Maiolo, a alta qualidade desafiou o júri. “Tinha muita coisa legal e às vezes a gente teve de ser injusto”, confessa.

“Foi emocionante ver o conjunto da obra. O mundo representado, geopoliticamente falando. E humor para todas as faixas. O público vai se surpreender”, afirma o jornalista Paulo de Tarso Porrelli, membro do júri.

A também jornalista Ingrid Gomes destacou a mistura de cartunistas e comunicadores no trabalho. “Trabalhar a questão do Salão de Humor é um presente. Acho que a gente colaborou”, disse.

A secretária da Ação Cultural, Rosângela Camolese, agradeceu o trabalho dos jurados e elogiou a qualidade das obras, que tornou a tarefa de escolha ainda mais difícil. “Nós trabalhamos para que a cada ano esse grande evento, que é sempre muito aguardado, fique melhor. E percebemos que os artistas têm se empenhado enviando trabalhos com mais qualidade a cada ano. O júri de seleção fez um grande trabalho e, com o nível das obras selecionadas, somado a todas as ações que vão compor a programação deste ano, estamos certos que, mais uma vez, teremos um Salão de Humor de altíssimo nível”, disse.
O júri de seleção foi composto ainda pelos cartunistas Tiago Hoisel Ferraz, Bruno Hamzagic de Carvalho e Osvaldo da Silva Costa.

PREMIAÇÃO

O júri de premiação se reunirá no dia 16 para escolher os vencedores desta edição. Ele será composto pelo arquiteto e um dos criadores do Salão, Fausto Longo, o radialista e humorista Paulo Bonfá, o presidente da Adjori-SP (Associação de Jornais do Interior de São Paulo), o jornalista Carlos Balladas, o escritor e jornalista Jorge Cunha Lima, além dos cartunistas Luiz Carlos Fernandes, da colombiana Elena Ospina e do belga Luc Descheemaeker.

A edição 2014 do evento vai distribuir no total R$ 51.500 aos vencedores das categorias cartum, charge, caricatura e tiras/HQ e dos prêmios Águas do Mirante, Unimed, Câmara Municipal, Alceu Marozi Righeto e Indignação, além do Grande Prêmio, no valor de R$ 10 mil.

HISTÓRIA

O Salão Internacional de Humor de Piracicaba foi criado em 1974, em plena ditadura militar, como forma de protesto, por um grupo de jornalistas, artistas e intelectuais da cidade. Ganhou apoio de grandes nomes do humor gráfico nacional, como Millôr Fernandes, Zélio e Ziraldo, e projetou outros, entre eles Glauco, Angeli, Paulo Caruso, Chico Caruso e Laerte, responsáveis pela criação de desenhos de humor em alguns dos principais veículos impressos do país.

O 41º Salão Internacional de Humor de Piracicaba tem o patrocínio de Águas do Mirante, Unimed, Uniodonto, CCR Autoban, Natura, Arcor, Raízen e Arcelor Mittal.

 

 

Serviço:

41º Salão Internacional de Humor de Piracicaba

Premiação e abertura oficial no dia 23 de agosto, a partir das 19h30, no Teatro Erotídes de Campos e no Armazém 14, no Engenho Central, avenida Maurice Allain, 454.

Informações e contato: (19) 3403-2615, (19) 3403-2620, (19) 3403-2621 e (19) 3403-2623. Também no site  salaodehumor.piracicaba.sp.gov.br.

Deixe um comentário