Padre Otto Dana participa do projeto “Trajetórias” do Sesc

“Trajetórias: uma breve reflexão sobre nossas matrizes culturais”, projeto do Sesc Piracicaba que homenageia personalidades piracicabanas que contribuíram ativamente para o enriquecimento cultural da cidade, traz para o segundo encontro desta segunda ediçãoo padre Otto Danna para contar sobre sua trajetória de vida. Com mediação do jornalista Romualdo Cruz Filho e apoio da TV USP/Piracicaba, o bate-papo acontecerá no dia 14/06, quarta-feira, a partir das 19h30, no Teatro do Sesc Piracicaba. A entrada é gratuita.

Sobre o Padre Otto Dana

Padre emérito, rebelde, autor de artigos e posturas polêmicas, detentor do “Jubilo 50 anos”, pelo tempo de ordenação e vocação sacerdotal. Natural de Doutor Pedrinho, povoado de Santa Catarina, constituído em sua maioria de imigrantes italianos (trentinos), alemães e poloneses. Chegou a São Paulo para um internato de japoneses como pré-seminário para futuros missionários no Japão. Trabalhou na pastoral na favela do Vergueiro onde manteve contato com a Juventude Universitária Católica (JUC), a Juventude Estudantil Católica (JEC) e a Juventude Operaria Católica (JOC), a UNE, UBES e AP. “Toda aquela efervescência política, cultural e religiosa dos anos 60, invadiu também a clausura do seminário. A Teologia da Libertação abriu uma nova fronteira para o seu sacerdócio. “Da teologia das realidades celestes para uma “Teologia das Realidades Terrestres”, que já não se contenta em contemplar o mundo, mas, em contribuir para transformá-lo. Por conta de sua postura, enfrentou perseguição política no golpe de 1964, fazendo com que seus sermões na Catedral fossem gravados e assistidos por elementos do DOPS (Departamento de Ordem Política e Social).

Deixe um comentário