Prefeitura lança plataforma PiraSolidária para unir iniciativas sociais a voluntários

Plataforma PiraSolidária será lançada amanhã, 24 de março

(foto: divulgação)

Conectar quem quer ajudar a quem precisa de ajuda. Esse é o objetivo da plataforma PiraSolidária, lançada dia 24 de março, pela Prefeitura de Piracicaba, por meio do Fundo Social de Solidariedade de Piracicaba (Fussp). O projeto tem por objetivo unir entidades filantrópicas ou coletivos, voluntários e empresas para fomentar a solidariedade no município e atender famílias em vulnerabilidade social visando melhor aproveitamento dos recursos arrecadados.

A plataforma já está disponível em https://pirasolidaria.com.br/ para que entidades ou coletivos e voluntários realizem o cadastro, nos respectivos botões disponíveis no menu no topo do site. Por meio da plataforma, o Fussp vai criar e coordenar projetos e campanhas para garantir melhor aproveitamento de recursos por meio da arrecadação de alimentos, agasalhos, itens de saúde e higiene – que serão direcionados às famílias cadastradas nos órgãos oficiais da Prefeitura.

A presidente do Fussp, Andréa Almeida, conta que, com a pandemia, tanto a procura por alimentos quanto as iniciativas de arrecadação aumentaram no município e, assim, tornou-se fundamental a organização dessas demandas e ofertas, visando evitar a duplicidade de atendimentos e ampliar as famílias e regiões atendidas. Desta forma surgiu a plataforma PiraSolidária.

“Nessa plataforma estarão divulgadas todas as ações desenvolvidas pelo Fussp ou pelas entidades cadastradas, o que vai gerar mais visibilidade, atraindo mais pessoas dispostas a ajudar. Também será um espaço para que aqueles que tenham interesse em doar seu tempo como voluntários encontrem as entidades e ações que mais se identifiquem”, explica Andréa Almeida.

A presidente do Fussp ainda destaca que a documentação e divulgação das ações proporciona transparência ao processo – “o que é fundamental para a credibilidade da atuação de todos os envolvidos”.

A plataforma

Entidades, pessoas físicas e empresas poderão se cadastrar na plataforma e receber informações sobre as iniciativas realizadas. Será possível, por exemplo, que o voluntário filtre as iniciativas disponíveis pela localização (CEP, bairro, região) ou pelo tipo de causa (atuação com crianças, idosos, etc). Além disso, haverá um mapa com pontos em destaque elencando os locais atendidos.

Após a confirmação do cadastro, as entidades ou coletivos poderão adicionar em seus perfis fotos de suas ações já realizadas bem como ações permanentes e futuras para buscar voluntários. Para que as entidades (com CNPJ) se cadastrem na plataforma, elas precisam estar registradas previamente no Conselho Deliberativo do Fussp. As que ainda não têm esse registro podem solicitar pelo e-mail [email protected].

Já os voluntários terão acesso, na plataforma, às entidades e aos coletivos e respectivas ações nas regiões que escolheram na hora de realizar o cadastro.

Deixe uma resposta