Programa de Dança oferece 48 vagas gratuitas a bailarinos

Bailarinos profissionais, amadores ou em fase de estudos podem se inscrever para a etapa de formação intensiva do PiraproDança (Programa Anual de Dança de Piracicaba), que oferece gratuitamente 48 vagas a estudantes do estado de São Paulo. Ficha de inscrição e regulamento podem ser acessados no site oficial (www.piraprodanca.com.br), com envio de material até 30 de setembro.

Uma realização da Secretaria Municipal da Ação Cultural e da Associação Cultural Arte Garapa, o programa terá como docentes importantes profissionais da dança: Ady Addor, Nielson Soares, Alfredo Ligabue, Eduardo Bonnis, Marcela Benvegnu, Luciano Henrique e Cintia Pinotti.

Com encontros entre outubro e dezembro no Teatro Municipal Dr. Losso Netto, a etapa intensiva está dividida em quatro blocos, cinco palestras e espetáculos, totalizando 15 dias e 120 horas. Ao final de cada bloco, os alunos apresentam um espetáculo aberto ao público. Serão entregues certificados aos presentes em 75% da programação.

A maitre de ballet Camilla Pupa assina a direção artística do PiraproDança. Ela diz que o programa propõe aos estudantes a vivência em uma companhia profissional. “As aulas fogem do formato convencional e permitem entender a rotina atrás das coxias. É uma verdadeira imersão na dança”, destaca.

De acordo com Camilla, a ideia é atrair alunos de todo o Estado, por isso a programação acontece em feriados prolongados, para não interferir na rotina das academias. “Nossa proposta é desenvolver o movimento expressivo potencial dos participantes e instigar capacidades de construção e improviso, além de aguçar o olhar do bailarino à pluralidade de linguagens e possibilidades”, completa.

Para efetuar a inscrição é necessária idade mínima de 14 anos e currículo atestando aprendizado intermediário em dança clássica e técnica de pontas e conhecimento básico em dança contemporânea. Os selecionados que residem fora de Piracicaba contam com alimentação e estadia. A divulgação dos selecionados acontece em 2 de outubro, no site oficial do programa.

CONTEÚDO – Os participantes irão frequentar aulas técnicas e palestras sobre história da dança e da música, maquiagem, estilo coreográfico, técnica clássica e metodologia, técnica contemporânea e metodologia.

O primeiro bloco acontece entre 11 e 14 de outubro, com o bailarino e professor Alfredo Ligabue, responsável pelas aulas de ballet clássico. Neste período acontecem duas palestras: Metodologia e Nomenclatura, com a bailarina e maitre Ady Addor, e Maquiagem na Dança, com Luciano Henrique.

Depois disso, o bailarino, professor e coreógrafo Eduardo Bonnis apresenta o conteúdo de ballet neoclássico de 1ª a 4 de novembro, além da palestra Concepção Coreográfica e Construção de Personagens, com o próprio Bonnis. Quem também estará presente entre os palestrantes é a jornalista Marcela Benvegnu, coordenadora de comunicação da São Paulo Companhia de Dança, que falará sobre História da Dança.

No mesmo mês (entre os dias 15 e 17), o bailarino e maitre Nielson Soares ministrará as aulas de ballet contemporâneo. A palestrante será a maestrina Cíntia Pinotti, com o tema História da Música na Dança.

No último bloco, entre 16 e 18 de dezembro, alunos e professores estarão envolvidos em diferentes atividades: aquecimento, marcação de palco, correções, ensaio corrido e a apresentação final, aberta ao público e com entrada gratuita.

O PiraproDança conta com recursos da Secretaria de Estado da Cultura do Governo do Estado de São Paulo, por meio do ProAc (Programa de Ação Cultural). São patrocinadores a Arcelor Mittal e a Elring Klinger.

Deixe um comentário