SEMAC define vencedores do 2º Prêmio Escriba de Crônicas

10501805_10152361779313576_8783669228967605252_n

A Prefeitura de Piracicaba, por meio da SEMAC (Secretaria Municipal da Ação Cultural) e Biblioteca Pública Municipal Ricardo Ferraz de Arruda Pinto, definiu os vencedores do 2º Prêmio Escriba de Crônicas, em 2014.

O campeão foi Ricardo Lahud, do Guarujá (SP), com o texto “Quanto vale um homem com os bolsos vazios”, que receberá R$ 4 mil. O segundo colocado foi Rogério Geraldo Lima, de Palmeira (PR), com “O Saci é Nosso”, que receberá R$ 3 mil. O terceiro colocado é Carlos Augusto de Almeida, de Três Rios (RJ), com “Dicionário de uma vida inteira”, que será premiado com R$ 2 mil. O Troféu Especial “Melhor de Piracicaba” vai para Ivana Maria Negri, que receberá como premiação R$ 1.500.

A segunda edição do Prêmio Escriba de Crônicas teve a participação de 356 inscritos, cada um com duas crônicas, dos quais 13 participantes são de Piracicaba. A participação nacional foi marcante, com inscrições dos seguintes estados: São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Bahia, Sergipe, Alagoas, Rio de Janeiro, Pernambuco, Ceará, Acre, Pará, Roraima, Piauí, Maranhão, Amazonas, Espirito Santo, Paraiba, Tocantins, Goias e Amapá, além do Distrito Federal. Foram registradas ainda inscrições de Portugal, Japão, Estados Unidos e Reino Unido.

A Comissão Julgadora foi formada por: Alessandra Cristina dos Santos Adorno, Carmen Pilotto, Erick Tedesco Gimenez, Luiz Antonio de Souza e Jaime Leitão. Os premiados, assim como outros trabalhos selecionados, alguns contemplados com menções honrosas, vão compor um suplemento.

Realizado pela Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal da Ação Cultural (SEMAC), o Prêmio Escriba acontece anualmente, alternando a cada ano a realização do Prêmio Escriba de Poesia, Prêmio Escriba de Contos e o Prêmio Escriba de Crônicas.

“Essa é mais uma forma de incentivarmos os nossos valores locais, que são muitos e presentes em todas as áreas. Trata-se de um prêmio de sucesso em todas as suas edições, seja na versão contos, poesias ou crônicas, como neste ano, que faz com que o espírito das letras, que já é grande, cresça e se fortaleça cada vez mais”, afirma a secretária municipal da Ação Cultural, Rosângela Camolese.

 

Deixe um comentário