Sinfônica seleciona instrumentistas

Sinfônica de Piracicaba seleciona instrumentistas para a Temporada 2018

Foto: Rodrigo Alves

A OSP (Orquestra Sinfônica de Piracicaba) anuncia o processo seletivo para instrumentistas profissionais interessados em atuar na Temporada 2018. Há uma vaga para violino e duas vagas de suplentes para violino e contrabaixo, sendo uma para cada instrumento. As inscrições podem ser feitas até 25 de fevereiro, via formulário on-line.

Ao acessar a inscrição, o candidato deve preencher obrigatoriamente todos os itens e mencionar nome completo, instrumento, nascimento, endereço, telefones com DDD, e-mail, CPF e RG, além do currículo de estudos e atividades musicais. O músico deve informar a peça – de livre escolha – a ser executada e o seu movimento.

A audição acontece em 4 de março, no Teatro do Engenho (Avenida Maurice Allain, 454, Parque do Engenho Central). A avaliação, por ordem de chegada, está distribuída nos horários: a partir das 9h (contrabaixo) e a partir das 13h (violino). O candidato que necessitar de piano na audição deve se responsabilizar pelo pianista que fará o acompanhamento da obra.

Para a aprovação é preciso nota igual ou superior a 9. O selecionado em violino deve estar preparado para assumir sua função já na estreia da Temporada 2018, que tem os ensaios e apresentações entre 21 e 24 de março. Os concertos são mensais e seguem até dezembro.

As vagas de suplentes têm validade de um ano. O valor líquido do cachê é de R$ 1.300 por concerto, mediante entrega de nota fiscal pelo músico. Há a possibilidade de ganho adicional, na participação nas séries de espetáculos didáticos.

Dúvidas devem ser encaminhadas para o e-mail: [email protected]

Conjunto que completa em março 118 anos de atuação, a OSP tem como regente titular e diretor artístico o maestro Jamil Maluf, que coordenará as audições. É reconhecida por leis municipal e estadual como entidade de utilidade pública e se mantém de recursos provenientes da SemacTur (Secretaria da Ação Cultural e Turismo) e da iniciativa privada, via leis federal e estadual de incentivo.

Deixe uma resposta