Zeca Baleiro e Emicida estão entre as atrações da Virada Cultural Paulista em Piracicaba

foto: Bolly Vieira

foto: Bolly Vieira

As atividades da Virada Cultural Paulista em Piracicaba acontecem das 18h30 de sábado, 23, às 20h de domingo, 24, e são puxadas por nomes como A Banda Mais Bonita da Cidade, Bárbara Eugênia, Zeca Baleiro, Melody, Móveis Coloniais de Acaju e Emicida. Todas as ações possuem entrada gratuita.

Realizada há 9 anos pelo Governo do Estado de São Paulo e a Secretaria de Estado da Cultura, a Virada tem como correalizadora a Prefeitura do Município de Piracicaba e a Semac (Secretaria Municipal da Ação Cultural), com execução da Apaa (Associação Paulista dos Amigos da Arte). São parceiros o Sesc-SP, o MIS (Museu da Imagem e do Som) e a Rádio Educativa FM. O aplicativo Rdio é o player oficial. A Virada acontece ainda nos dias 30 e 31 de maio em outros municípios. Ao todo, são 24 cidades participantes nos dois fins de semana.

A Secretária da Ação Cultural, Rosângela Camolese, explica que a Prefeitura de Piracicaba, desde 2010, trabalha por meses a fio para oferecer uma gama vasta e diversificada de atividades nos dois dias do evento. “A Virada é um convite para que as pessoas redescubram a cidade por meio da cultura, uma oportunidade para celebrar as diferentes manifestações artísticas. É um evento para toda a família, que contempla jovens, crianças e também a terceira idade.”

O Engenho Central permanece como local de maior concentração do público e dos megashows. Para o Palco Externo 1 se apresentam no sábado, 23, Hot Club de Piracicaba, às 19h30; A Banda Mais Bonita da Cidade, às 21h; Bárbara Eugênia, às 22h30; e Zeca Baleiro, às 23h59. No domingo, 24, cantam Melody, às 15h30; Móveis Coloniais de Acaju, às 17h; e Emicida, às 18h30.

Além disso, Piracicaba oferece desde 2011 o Palco 2, em que os presentes literalmente “viram”. Posicionado em frente ao Palco 1, ele dá a chance aos artistas locais se apresentarem a um público maior e de ampliarem o acesso às suas obras. No sábado cantam Lô Balaio (20h30), Cabral e os Colonizadores por Engano (22h) e Os Republicados (23h30). Os shows do domingo ficam por conta de Los Sin Techos (16h30) e De Buenas Crew (18h).

Também no Parque do Engenho Central, o Teatro Municipal Erotídes de Campos concentra a abertura oficial da Virada, às 18h30, e na sequência, às 19h, o Coro da Osesp (Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo). Depois tem o espetáculo de teatro Propriedades Condenadas, com a Episódica Cia, às 21h30, e stand-up comedy com Fernando Strombeck, às 23h59. No domingo, às 16h, a Cia. Le Plat Du Jour encena o espetáculo infantil João e Maria. Os ingressos devem ser retirados uma hora antes de cada atração, na própria bilheteria do Teatro do Engenho.

A programação  da Virada Cultural é definida entre as secretarias estadual e municipal, a partir do perfil e gêneros culturais de cada cidade. É o caso do quarteto Opus4 e a equipe do Educativa nas Letras, que desde a primeira edição apresentam o Sarau Literário no Parque da Rua do Porto, às 10h de domingo. Já o Andaime de Teatro encena há três anos o espetáculo A Noiva do Defunto, em frente ao Cemitério da Saudade, às 23h59 de sábado.

Na avaliação do prefeito de Piracicaba, Gabriel Ferrato, um dos pontos em favor da cidade é a realização da Virada sem registro de violência desde a primeira edição. “Como representantes do poder público, trabalhamos para que a plateia aproveite a programação da melhor forma possível, permitindo o acesso à cultura e com a logística adequada aos artistas. Certamente Piracicaba terá, por vários anos, muita tranquilidade nas próximas edições da Virada.”

A Semac também definiu atividades para espaços como a Casa do Povoador, Largo dos Pescadores, Rodoviária Intermunicipal, Museu Histórico e Pedagógico Prudente de Moraes, Pinacoteca Municipal Miguel Dutra e Estação da Paulista.

SESC – Desde a primeira Virada, 11 unidades do Sesc-SP são parceiras do evento. É o que acontece em Piracicaba, com a unidade da rua Ipiranga, 155, no Centro. A música está entre os destaques: a banda Aláfia apresenta o estilo negro tradicional urbano às 19h30 de sábado, enquanto a banda argentina The Broken Toys toca às 16h de domingo fundindo rockabilly, neo-swing, country, punk rock e alternativo.

O Sesc também torna-se palco da 1ª Feira de Vinil, organizada pelo Coletivo Lugar Onde o Vinil Toca e com a participação de expositores da capital e da região. A ação ocupa a comedoria da unidade no domingo, das 10h às 17h. Já às 15h, é possível participar do workshop com Danny Anderson, intitulado Como limpar, conservar e regular sua pick-up (ou vitrola) e seus discos.

Gerente do Sesc Piracicaba, Fábio José Rodrigues Lopes diz que a Virada Cultural Paulista se consolidou ao longo dos anos e tem influência em todo o estado. “A proposta vem ao encontro das ações desenvolvidas pelo Sesc-SP: possibilitar o acesso às expressões artísticas e linguagens múltiplas à comunidade. O público espera pela Virada e é muito gratificante ter o Sesc como um dos pontos de atrações culturais nas 24 horas”, diz.

Atividades de cinema, literatura, teatro, dança, artes visuais, contação de histórias e brincadeiras infantis completam o calendário da casa. A retirada de ingressos também deve ser feita com uma hora de antecedência. “Será uma edição completa e cheia de atrações para toda a família de Piracicaba e região”, comenta Vanessa Piazza, programadora cultural do Sesc Piracicaba.

ACESSO – As pontes Pênsil e do Mirante dão acesso ao interior do Engenho Central para quem chega a pé. O acesso com automóveis ao interior é permitido apenas por pessoas credenciadas, funcionários, artistas e produtores. Como medida de segurança, não é permitida a entrada ao Engenho Central com mochila, garrafas, frascos de perfume, latas e bebidas alcóolicas.

No interior do Engenho, doze entidades assistenciais do município, ligadas ao FUSSP (Fundo Social de Solidariedade), administram as barracas de alimentação. O cardápio é composto por água, cerveja, batidas e refrigerante, pastel, cuscuz, cachorro quente, churros e crepe.

SERVIÇO – A programação completa de Virada Cultural Paulista em Piracicaba está disponível no blogwww.viradaculturalpiracicaba.blogspot.com. O evento está nas redes sociais, por meio da fanpage www.facebook.com/viradapiracicaba, do Twitter @ViradaPira e do perfil no Instagram viradapira.

Programação da Virada Cultural Paulista 2015 – Piracicaba

Palco Externo 1 – Engenho Central
Avenida Maurice Allain, 454, Parque do Engenho Central

Sábado (23)
19h30 – Hot Club de Piracicaba (música)
21h00 – A Banda Mais Bonita da Cidade (música)
22h30 – Bárbara Eugênia (música)
23h59 – Zeca Baleiro (música)

Domingo (24)
15h30 – Melody (música)
17h00 – Móveis Coloniais de Acaju (música)
18h30 – Emicida (música)

Palco Externo 2 – Engenho Central
Avenida Maurice Allain, 454, Parque do Engenho Central

Sábado (23)
20h30 – Lô Balaio (música)
22h00 – Cabral e Os Colonizadores por Engano (música)
23h30 – Os Republicados (música)

Domingo (24)
16h30 – Los Sin Techos (música)
18h00 – De Buenas Crew (música)

Palco Interno – Teatro Municipal Erotídes de Campos
Avenida Maurice Allain, 454, Parque do Engenho Central

Sábado (23)
18h30 – Abertura oficial
19h00 – Coro da Osesp (música)
21h30 – Propriedades Condenadas, com Episódica Cia (teatro)
23h59 – Fernando Strombeck (stand-up)

Domingo (24)
16h00 – João e Maria, com Le Plat Du Jour (teatro infantil)

Armazém 14 A (em frente à Passarela Pênsil)
Avenida Maurice Allain nº 454 – Parque Engenho Central

Domingo (24)
10h às 17h30 – Exposição Páffaro – Um Exagero de Arte (artes visuais)

Casa do Povoador
Avenida Beira Rio, 800, Centro

Domingo (24)
09h às 12h
– Pintura ao ar livre com artistas (artes visuais)
08h às 18h – Paralela da 8ª Mostra de Arte do Fórum (artes visuais)

Cemitério da Saudade
Avenida Piracicamirim, s/n, Bairro Alto

Sábado (23)
23h59
–A Noiva do Defunto, com Grupo Andaime (teatro)

Estação da Paulista
Avenida Dr. Paulo de Moraes, 1580, Paulista

Sábado (23)
19h00
– Documentário Musicalidade Piracicabana (cinema)
20h00 – Documentário Nhô Quim, o Caipira Centenário (cinema)

Domingo (24)
10h00
– Apresentação do Coro do Projeto Guri (música)

Largo dos Pescadores – Rua do Porto
Avenida Beira Rio, s/n, Centro

Domingo (24)
10h00 às 13h00
– Raiz e Viola Caipira (música)

Museu Histórico e Pedagógico Prudente de Moraes
Rua Santo Antonio, 641, Centro

Domingo (24)
09h00 às 17h00
– Exposição O Sagrado e o Contemporâneo (artes visuais)
14h30 às 16h30 – Instrumentos Musicais de Sucata (workshop)
17h00 às 18h00 – Quarteto de cordas Ad Libitum (música)

Parque da Rua do Porto
Avenida Alidor Pecorari, s/n

Domingo (24)
10h00
– Sarau com Quarteto Opus4 e Educativa nas Letras (música e literatura)

Pinacoteca Municipal Miguel Dutra
Rua Moraes Barros, 233, Centro

Domingo (24)
08h30 às 12h00 – Oficina de Pintura Acrílica, com Miguel Sanches (workshop)
14h00 às 18h00 – 28ª Mostra Almeida Júnior (artes visuais)

Rodoviária Intermunicipal
Avenida Armando de Salles Oliveira, 2.344, Centro

Sábado (23)
18h00 às 22h00
– Exposição A Arte de Boligan (artes visuais)

Domingo (24)
08h00 às 18h00
– Exposição A Arte de Boligan (artes visuais)

Sesc Piracicaba
Avenida Ipiranga, 155, Centro

Sábado (23)
18h00
– Mensagem Ilustre Mensagem (literatura)
18h30 – Pocket Trixmix Cabaret (teatro)
19h30 – Aláfia (música)
21h00 – Do Papo ao Passo, com Cia. Soma (dança)
22h00 – Eu e Você (cinema)
18h00 às 22h – Canteiro de Obras (artes visuais)

Domingo (24)
09h30 às 18h00

– Canteiro de Obras (artes visuais)
10h00 às 17h00 – 1ª Feira de Vinil – Lugar Onde o Vinil Toca (música)
15h00 – Como limpar, conservar e regular sua pick-up (ou vitrola) e seus discos, com Danny Anderson – (workshop)
11h00 – Cantos e Contos do Folclore Brasileiro (contação de histórias)
14h00 às 16h30 – Na Rua da Júlia (infantil)
16h00 – The Broken Toys (música)
17h30 – Relatos Selvagens (cinema)

Deixe um comentário