A força dos costumes

hábito

Editora Objetiva

O Poder do Hábito (Editora Objetiva, 408 páginas, R$ 44,90) é o resultado de uma pesquisa de mais de 20 anos que Charles Duhigg, repórter do New York Times, fez a respeito daquelas manias e compulsões às quais nos rendemos (sem saber a razão) e que nos emperram o caminho.

O jornalista e escritor analisou hábitos próprios, como o de sair da redação, sempre por volta das três da tarde, para tomar um cappuccino e comer dois donuts no café em frente. O que diminuía sua produção e aumentava seu peso. Até que percebeu que todo hábito tem duas chaves: um gatilho e uma recompensa. Ou seja, por que você faz sempre aquilo e o que esperava ganhar com isso? Se souber responder essas perguntas, está a meio caminho de romper com o círculo vicioso.

São questões que abrangem desde a criação dos Alcoólicos Anônimos até a programação das rádios, que seguem os padrões dos ouvintes e poucas vezes arriscam. Se uma música “diferente” consegue romper esse bloqueio, pode apostar que outras virão na esteira e logo elas se tornarão padrão. E ele narra também histórias dramáticas, como a da dona de casa viciada em jogo, que torrou todas as economias nas roletas dos cassinos. Ficou na lona até saber que havia recebido uma herança familiar. Então jogou tudo fora de novo. Parece ter inspirado a história da personagem da atual novela de Glória Perez. Enfim, o livro provoca pensamentos sérios, mas sem nunca chatear.

habito 2

Charles Duhigg

Deixe um comentário