Luiz de Queiroz, o Pai da Agricultura (6)

*Artigo e fotos/imagens  retirados do livro “Piracicaba, a doçura da terra”, de Cecílio Elias Netto

esalq

Com Luiz de Queiroz, o pioneirismo de Piracicaba começou a se revelar com os olhos voltados para o futuro. Além da água, da eletricidade, Piracicaba foi a segunda cidade brasileira a ter telefones. Participando da Feira Internacional da Filadélfia, D. Pedro II conheceu Graham Bell (inventor do telefone, em 1876), empolgou-se e promoveu, em 1877, a primeira instalação telefônica do Brasil, no Palácio de São Cristóvão no Rio de Janeiro. Em 1879, autorizou a criação da Companhia Telefônica do Brasil.

Em Piracicaba, Luiz de Queiroz instalou o primeiro telefone, ligando a Fábrica de Tecidos à Fazenda Santa Genebra, na zona rural. A notícia foi, com júbilo, publicada pelo antigo jornal “Gazeta de Piracicaba”, na edição de 22 de novembro de 1882. A cidade de São Paulo foi a terceira a conhecer a telefonia.

1 comentário

  1. Daniel Ferraz de Campos em 01/10/2017 às 04:10

    ESAQ

    Ele foi um entendido
    Profundo conhecedor
    Seu nome na história gravado
    Digníssimo provedor

    Seu lema era o trabalho
    Seu labor nesta terra hostíl
    Procurando aproveitar
    Essa terra do BRASIL

    Sua escola hoje imensa
    SUPERIOR EM AGRICULTURA
    Sua luta ainda intensa
    Alicerce da PÁTRIA FUTURA

    Tu és alento da Terra carente
    Que a gente sente no peito e supõe
    Que somos flor, fruto, semente
    E cresceremos entre as NAÇÕES
    ( EL-DANI )

Deixe um comentário