1886: para jornal, o Piracicabano ajudaria a regenerar costumes

A história do mais que centenário “Colégio Piracicabano” se confunde com a da Igreja Metodista em Piracicaba. O primeiro templo metodista foi instalado em Santa Bárbara d’Oeste, em março de 1881. Em 13 de setembro do mesmo ano, Miss Martha Watts criava o Colégio Piracicabano, com apenas uma aluna, Maria Escobar.

Em 1886, com o colégio sendo apoiado pelos irmãos Manuel e Prudente de Morais Barros, a escola já se fixara. O jornal “A Gazeta de Piracicaba” noticiava:

“Livre do convencionalismo que caracteriza o ensino oficial e instrução almejada ali visa o alargamento do horizonte mental e espiritual e a investigação científica; não parando nos limites indicados para o ensino obrigatório da religião, segue o caminho da verdade, sem apreensões e sem medo. A maior importância desta instituição, porém, não se acha na instrução, nem no exercício dos seus trabalhos, mas principalmente na educação moral que, debaixo de um ambiente tão apropriado, fértil em bons exemplos, necessariamente resultará na regeneração dos nossos costumes.”

Deixe um comentário