ANTEVENDO O MERCOSUL: PIRACICABA, A “MESOPOTAMIA PAULISTA”

Com o surgimento do Mercosul — a febre, neste fim de século, que domina Piracicaba, na aparente descoberta de um destino — a epidérmica impressão, que fica, é a de que esse destino é uma novidade. Não é. A certeza desse destino acompanha os piracicabanos há um longo tempo. E Sud Mennucci foi esse profeta.

O Almanaque de Piracicaba de 1936, organizado por Mário Neme, faz referências à antevisão de Sud Mennucci, da “confluência do Piracicaba no Tietê, a Mesopotâmia Paulista.” Sud Mennucci dizia: “Quiseram os bonsfados de Piracicaba que ela ficasse encravada no caminho que é o trajeto mais curto entre SPaulo e Bauru, isto é, entre SPaulo e Mato Grosso, o que quer dizer entre o Atlântico e o Pacifico, via Estado de São Paulo. ” E Sud Mennucci lembrava o que o jornal “Estado de São Paulo”, o “Estadão”, escrevia e antevia: “A ‘Noiva da Colina’ terá que se tornar um centro, uma espécie de capital de toda uma grande e vasta região. ” A profecia era devida à inauguração do ramal da Estrada de Ferro Paulista, Nova Odessa-Piracicaba, depois criminosamente desativada. Piracicaba era a “Mesopotâmia Paulista”.

Já naquela época, 1935/36, tratava-se de uma “questão nacional, cuja maior dificuldade consiste em se escolher qual dos três caminhos é o melhor: diretamente de Piracicaba a Bauru, de Piracicaba a Pederneiras, ou ainda à estação de Campos Salles, via Barra Bonita. Fica, a região, ligada em cruz. ”

No ano 2000, a profecia se realiza, e Piracicaba continua sendo, ainda que muitas lideranças piracicabanas não se dêem conta disso, a Mesopotâmia Paulista: a hidrovia, que abre o caminho do Mercosul, tem o seu “ponto zero” em Piracicaba. E passa por Pederneiras. (V. “Piracicaba, Documentário”, 1936, Organizado por Mário Neme, Edição de João Fonseca.)

N.A.. – Mesopotâmia é a região asiática, historicamente localizada entre os rios Tigre e Eufrates. Por extensão, são “mesopotâmicas” as regiões que se localizam entre dois. A expressão-figurada de Sud Mennucci, de Piracicaba ser a “Mesopotâmia Paulista”, se deve à nossa localização entre os dos Piracicaba e Tietê, situação privilegiada no Estado de São Paulo.

Deixe um comentário