Bois fugiam do Matadouro, no centro da cidade

Antes que se inaugurasse o Matadouro, o abate dos animais se dava no centro da cidade. Tratavase de um grande barracão, localizado na rua do Rosário, logo depois do riacho Itapeva.

Os registros dos abates de então, deixados por Leandro Guerrini, garantem que ali se abatiam desde bois velhos, utilizados anteriormente para os carros, até bois novos que, muitas vezes, conseguiam, com sua força, estraçalhar cercas e muros e fugir em desabalada carreira pelas ruas da cidade. Segundo ele, muitas vezes os animais foram laçados até mesmo no Pátio de São Benedito, no Largo do Teatro ou na Vila Rezende, “movimentando um batalhão de gente, entre capangas experimentados e toureiros voluntários”.

Um outro detalhe, também permaneceu registrado. O córrego Itapeva, quando da matança dos animais, tornava-se rubro, recebendo diretamente o sangue dos animais abatidos.

Deixe um comentário