Cinema para mais de mil pessoas

Em 1954, quando Piracicaba já contava com o Cine Colonial, o São José e o Broadway, a cidade festejou a inauguração do Cine Palácio, localizado a Rua Benjamin Constant, entre as ruas 15 de novembro e Rangel Pestana, uma sala com mais de mil lugares, que se descrevia como das melhores do país, com tela panorâmica.

Resultado dos investimentos dos irmãos Alexandre, Michel e Raja Cury, o cinema teve sua primeira sessão com o filme Lili, com Leslie Caron e Mel Ferrer. Todo o valor arrecadado com os ingressos foi destinado a entidades locais que trabalhavam com crianças pobres.

E, já então, a concorrência tinha seus efeitos. Apenas dois dias após, o Cine Colonial, que fora inaugurado um ano antes na Rua Benjamin, esquina de Prudente de Moraes, também resolveu comemorar o aniversário destinando a renda de suas três sessões para o Asilo de Órfãs. O filme em cartaz era “O conde Monte de Cristo”.

Naquela semana, ainda foram exibidos, nos demais cinemas da cidade, os filmes “Coração inquieto”, com Lilli Palmer, e “Lei do mais forte”, com Humphrey Bogart.

Deixe um comentário