Direito do consumidor e publicidade

Embora pareça tema do final do século XX, os direitos do consumidor parecem ter sido preocupação de algumas empresas já em décadas anteriores. Jornais de Piracicaba, em 1945, publicaram com grande destaque publicidade da Gillete, em época em que o uso da navalha ainda era mais comum:

“A Cia Gillete informa que as casas vendedoras estão autorizadas a reembolsar o valor da compra, ou a fornecer novas lâminas a todo aquele que, havendo adquirido uma dezena de lâminas, e usado apenas duas sem completar a satisfação, devolva as oito restantes”.

É possível, entretanto, que outras publicidades mantivessem exageros. É o caso de anúncio da modista Madame Lopes, instalada no bairro Paulista, em 1935. O anúncio garantia “modelos para festas, bailes, passeios, noivas, casamentos e lutos em 24 horas”. Além da rapidez, havia garantia de “preço sem rival”.

Deixe um comentário