Em 1910, uma Universidade Popular

Povoada por degradados, Piracicaba descobriu, desde o século XIX, a sua vocação para o conhecimento à cultura. Ao adentrar o século XX, já possuía instituições de ensino audaciosas, como o Colégio Piracicabano (881), o Grupo Escolar Rio Branco (1897), o Grupo Escolar Moraes Barros (1900), a Escola Normal, atual “Sud Menucci”, fundada em 1890 e inaugurada em 1897.
Em 1995, Piracicaba tinha inúmeras faculdades e uma universidade, a UNIMEP. Essa ousadia, no entanto, remonta ao ano de 1910. Naquele ano, no dia 25 de agosto, era inaugurada a “Universidade Popular”, um projeto audacioso que buscava aprimorar e desenvolver a cultura piracicabana. Os estatutos daquela universidade propunham, no seu artigo primeiro: “a vulgarização das matérias que são objeto do ensino secundário e superior no que diz respeito às ciências, à literatura, à artes em geral, a todos os ramos da atividade humana”.

Deixe um comentário