Imposto para ajudar mendigos

Foto: Carlos Gomes/Olhares

Miséria e mendicância, além de adequada assistência médica, são problemas registrados desde há muito em Piracicaba. Em 1931, o prefeito Luiz Dias Gonzaga instituiu um imposto a favor dos mendigos locais. Suas considerações para criar a lei eram de que o crescimento daqueles que recorriam à caridade pública se tornava excessivo e de que, além de cegos e aleijados, muitos leprosos estavam a mendigar pela cidade. O prefeito considerava, ainda, que com o estabelecimento do imposto, “a esmola, obtida pelos mendigos de porta em porta, pode ser alcançada de modo que não seja um ininterrupto aborrecimento para o comércio e a família”.

O imposto foi definido como de l$000 por mês por prédio habitado na cidade, independentemente do seu número de habitantes. A lei especificava que o arrecadado seria distribuído pela polícia aos necessitados.

1 comentário

  1. wderd em 24/06/2015 às 23:54

    é mais fácil criarem imposto pros mendigos tipo a receita vai lá e pega do pode de moeda do medingo

Deixe um comentário