O jazigo de Luiz de Queiroz

Foto: Fábio Bragança

Apesar de todas as suas grandes realizações e iniciativas, pode-se dizer que Luiz de Queiroz foi um homem incompreendido por seus contemporâneos. Perseguido e magoado, ele deixou Piracicaba, mudando-se para São Paulo, em 1984. Viria a falecer no dia 11 de junho de 1898, véspera de seu aniversário, sendo sepultado no Cemitério da Consolação. A sua esposa, Ermelinda Ottoni de Souza Queiroz, faleceu em 1936.

A ESALQ conseguiu trasladar os despojos de sue grande patrono no dia 12 de junho de 1964, recolhendo os restos de Luiz e de Ermelinda Queiroz num mausoléu construído defronte ao prédio principal da escola. O projeto do mausoléu é de autoria do artista plástico Archimedes Dutra e tem a seguinte inscrição: “A Luiz Vicente de Souza Queiroz, o teu monumento é a tua escola.”

Deixe um comentário