Quando as estudantes passaram a usar saias plissadas

saia-plissadaUm dos mais precisos registros do passado encontram-se nas cartas. Sempre pessoais, mesmo quandorepresentam algum documento, elas garantem impressõesvívidas, quando escritas ainda durante o calor dos acontecimentos. Dos muitos relatos preservados sobre Piracicaba, vista e analisada inclusive por uma ótica diferente, já que vindas de norte-americanas que chegavam para ministrar aulas no Colégio Piracicabano, registra- se uma carta de Miss Blanche Howell, no início do século XX. É curioso observar o destaque que ela dá ao

falar a outras missionárias norte-americanas sobre as aulas de Educação Física e, também, sobre o trabalho que já desenvolvia junto a mulheres – provavelmente mais simples – sobre cuidados básicos de primeiros socorros.

…”Uma feição muito importante do nosso trabalho poderia ser a educação física. Mais e mais estamos vendo a importância daeducação física, e eu estou feliz em informar que, quando o ano começar, nós teremos uma sala no térreo reservada para este curso. Embora ela não seja muito adequada e faltem ainda muitas coisas, mesmo assim estamos felizes porque a escola foi capaz de comprar algum material necessário para as aulas de ginástica. Confiamos que logo haverá um tempo em que teremos um bom ginásio. As classes mais adiantadas neste ano, durante seis meses, usaram a saia plissada e a blusa ‘marinheiro’.

Depois do Concílio1 eu fui eleita presidente da Sociedade Auxiliadora de Mulheres e, junto ao serviço regular da sociedade, fiz um esforço para interessar as mulheres na discussão de alguns assuntos domésticos. Elas se mostram bem interessadas em discussões e sugestões sobre o tratamento a ser dado em algumas situações como machucados, corpo estranho nos olhos, nariz ou ouvidos, quando o bebê se corta, como tratar convulsões, etc.

Nos momentos devocionais, nós estamos estudando as mulheres da Bíblia. Mais tarde, como parte do trabalho, nós planejamos estudar a vida de algumas mulheres proeminentes que foram bem sucedidas por causa do seu caráter cristão e mais alguma coisa do que as mulheres de hoje estão fazendo.

Muitas pessoas aqui têm sido cuidadosas em observar os detalhes formais da religião, mas não aprenderam a apreciar os elementos essenciais da verdadeira religião. Espero que possamos lhes ensinar a serem verdadeiramente religiosos, colocando em prática os princípios de Jesus em todas as suas relações de vida.

Miss Schalch2 teve 20 crianças em seu jardim da infância e 22 pequeninos na Escola Dominical. Ela tem feito um bom trabalho nas classes de costura. O Departamento de Música continua a crescer , sob a direção de Miss Brown, que é agora habilmente auxiliada por Miss Alexander. Miss Brown tem trabalhado muito na Escola Dominical, na Sociedade Auxiliadora de Mulheres e na Liga Epworth.3″

1 Refere-se a reunião quadrienal da Igreja Metodista que define a distribuição de pastores e a ocupação dos cargos de liderança.

2 Trata-se de Sophia Schalch, brasileira que estudou no Estados Unidos, onde se aperfeiçoou em Pedagogia, voltando para dirigir o jardim da infância do Colégio Piracicabano. Foi uma das pioneiras a implantar o método analítico na alfabetização decrianças ainda em idade pré-escolar.

3 A Liga se voltava a trabalhar campanhas com forte característica moralizadora, combatendo todos os vícios, em especial a bebida.

 

Deixe um comentário