Casa das Artes ou Pinacoteca?

Ainda respirando os ares do bicentenário, Piracicaba inaugurava, em 1969, uma casa destinada a sediar a única mostra de arte dos acadêmicos, o tradicional Salão de Belas Artes de Piracicaba.

Com projeto do arquiteto João Chaddad e do pintor Archimedes Dutra, a entidade nascia com o poder de polemizar com seus dezenove sanitários. Alguns deles seriam utilizados para fins diversos, como ateliê fotográfico e depósito de quadros.

Com o passar dos anos e a morte dos principais artistas que defendiam o vocábulo “Pinacoteca” com a finalidade única por eles imposta, o local passou a receber as mais variadas formas de expressão artística, abrigando, inclusive, o Salão de Arte Contemporânea.

Segundo J.M.Ferreira, em “Presente, passado e futuro da Casa de Artes Plásticas, ex-Pinacoteca Municipal”, (“O Diário”, 26/05/1974), “a expressão ‘Pinacoteca Municipal’ parece nunca ter sido bem acolhida”. E o articulista segue dizendo que um crítico de arte “levantou a impropriedade do termo”, porque “pinacoteca” significava agrupamento de quadros quando o local deveria seu um órgão vivo, de finalidades amplas. Certamente o artista Ermelindo Nardin tinha a mesma opinião quanto a isso, mas preferia a denominação Casa da Cultura.

De repente, a “Pinacoteca” começou a ser chamada de Casa das Artes, Casa das Artes Plásticas ou Casa das Artes de Piracicaba. Foi quando a direção da instituição aceitou acolher em suas dependências minha exposição com os desenhos para o livro “Bagaços da Cana”, do Cecílio Elias Netto. A inédita abertura da casa para finalidades outras que não o Salão de Belas Artes estava lançada. Nos cartazes e catálogo a qualificação do local estava visivelmente impressa: Casa das Artes de Piracicaba.

Ao longo dos 36 anos de existência a “Pinacoteca” coleciona nomes. Artistas que lá expõem comunicam em dados pessoais nomes diversos como os de Luisa Libardi: Casa das Artes Plásticas. A Unicamp prefere o mesmo nome que Luisa e a ONG Piracicaba 2010 também. O IPPLAP prefere Casa das Artes Plásticas Miguel Archanjo Benício Assumpção Dutra, igual ao da Secretaria da Educação. Se a Secretaria da Educação é um, outros são os da Prefeitura Municipal: Pinacoteca Municipal “Miguel Dutra” e Pinacoteca Municipal “Miguel Archanjo Benício Assumpção Dutra”. É esse nome que a Secretaria Municipal de Ação Cultural empresta para apresentar o 53.o Salão de Belas Artes, no saguão do Teatro Municipal.

………………………………..

Obs: denominada Casa das Artes Plásticas Miguel Archanjo Benício D’Assumpção Dutra, conforme Lei Municipal 2127, de 23 de agosto de 1974, assim o foi até 06 de julho de 2001, quando a Câmara Municipal aprovou a Lei 5008, alterando o nome para Pinacoteca Municipal Miguel Archanjo Benício D’Assumpção Dutra.

 

Deixe um comentário