Maria Cristina Bília Libardi

20/03/54

“O entendimento que se faz a partir da compreensão daquilo que aparentemente não faz sentido”.

A experimentação com materiais de formas simples, remonta experiências de vida que se sedimentam no trabalho. “A busca do belo é ponto fundamental, onde o olhar tátil tem sua importância maior, seja na aquarela ou na acrílica,onde a textura é o recurso sensorial”.

Recebeu Medalha de Prata em 1995 no Salão Contemporâneo de Vinhedo e em 1996 no XX Salão Artes Plásticas São João da Boa Vista; conquistou Medalha de Bronze no I Salão Nacional de Artes Plásticas de Manaus em 1996. Recebeu diversas Menções Honrosas.

Sedimentos VI – Falude – 1999
Acrílica s/ textura – 90 x 90 cm

Sedimentos V – Corte longitudinal do tempo – 1999
Acrílica s/textura – 90 x 90 cm

Deixe um comentário