Tabus alimentares

paoOs chamados tabus alimentares fazem parte, também, de uma velha tradição caipiracicabana, herança de portugueses, negros e índios. São proibições alimentares, quase sempre ligadas ao sagrado. Especialmente em relação ao sal, os tabus são os mais variados. Mas é o pão, tido como alimento sagrado em todas as culturas cristãs, que mais aguça a imaginação popular.

Um dos tabus, em relação ao pão, se faz especial quanto ao chamado “pão de Santo Antônio”, distribuído no dia dedicado ao santo, também padroeiro de Piracicaba. Diz a tradição que o pão de Santo Antônio deve ser guardado no depósito de farinha, pois isso é garantia de que não faltará alimento para a família. É pão que em hipótese alguma pode ser jogado fora. Quanto ao pão comum, não se deve também jogá-lo fora, pois traz má sorte. Mas, em caso de fazê-lo, deve-se beijá-lo antes.

Deixe um comentário