Engenheiros agrônomos introduzem a BECA na formatura

Em 1957, a quinquagésima quarta turma da Escola Superior de Agricultura usou, pela primeira vez, a BECA. Leia reportagem da Revista Mirante:

Reportagem de Hélio S. Furlan

Fotos: Cícero e ldálio

Prometo que, no exercício da Profissão de Engenheiro Agrônomo, cooperarei sempre para o desenvolvimento da Agricultura e para a grandeza e prosperidade do BRASIL!

(O solene juramento proferido pelo primeiro aluno da turma)

E… a beca entrou na ESCOLA…

De beca e de posse dos canudos, os 59engenheiros agrônomos ouvem, compenetrados, os discursos.

15 de Março de 1957.

Quinquagésima quarta turma, mais 59 alunos, totalizando 1673 agrônomos diplomados pela ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA «LUIZ DE QUEIROZ».

59 alunos que introduziram a indumentária clássica. de formatura, a BECA.

A novidade despertou um quê de surpresa e admiração na assistência.

Depois de alguns instantes, fêz-se ouvir a salva de palmas que se esperava desde o comêço.

Foi uma bela cerimônia, solene,profunda na significação dos atos, comedida e justa nas expansões da oratória.

Não menos imponentes e brilhantes foram as outras solenidades de praxe, que, todos os anos, marcam o evento escolar mais significativo da cidade.

Expressivos os atos religiosos na Catedral e no Templo Evangélico.

O plantio da árvore – tradicional reverência ao reino vegetal que se repete pela 54.a vez – foi, como sempre acontece, uma realização feliz e tocante.

Incisivo o discurso do orador’ oficial, oportuno e vibrante o improviso do espírito sempre jovem do Prof. Phelippe Westin Cabral de Vasconcellos.

Deixe um comentário