Fazenda Arapongas

Estudo de Neide Marcondes apresentou as fazendas de Piracicaba. Para isso, requereu conhecimento geográfico da região de Piracicaba por meio de consulta a mapas topográficos de grande escala, a plantas cadastrais, a publicações sobre a área, de pesquisas em arquivos públicos e em cartórios de registro de terras e a incansável e permanente visita pessoal à região.

O material diz respeito a três propriedades em região atualmente urbana, duas no eixo Piracicaba-Rio Claro, seis no eixo Piracicaba-Tietê, quatro no Piracicaba-Conchas e uma no eixo Piracicaba-Limeira.

 

Fazenda Arapongas

…morada assobradada…

 A Fazenda Arapongas, localizada no eixo Piracicaba -Tietê, próxima da via Cornélio Pires, conforme dados levantados em 1980, pertence a Antonio Merlotto, que a adquiriu de Jacó Peçatto.

O padrão construtivo das moradas assobradadas, com paredes de taipa-de-mão, apresenta a solução sobre burros, solução única na região. Burros são peças verticais, colocadas de espaço em espaço, que escoram os baldrames.

As características construtivas e soluções plásticas da casa-sede seguem as da morada da fazenda Milhã.

A Fazenda Arapongas é da época da cana, da metade do século XIX, apesar de no seu programa geral não se constatarem “restos de engenho”.

Deixe um comentário