Fazenda D. Pedro II

…antiga Vai-Vem…

 O programa definido de uma propriedade cafeeira do fim do século XIX, em Piracicaba, é notado na Fazenda D. Pedro II, antiga Vai-Vem. A propriedade conta com 175 alqueires que, no século XIX, pertenciam á Fazenda Milhã. Os atuais proprietários são os bisnetos do fundador da Fazenda, Bento Ferraz de Arruda.

O terreiro atijolado e arrimado com mureta, também de tijolos, a grande tulha, a colônia e o sobrado foram definidos, conforme análise, como componentes da grande fazenda de café; contém ainda uma construção com restos de engenho de melaço, mostrando o binário café-cana, muito comum na região.

O espaço interno apresenta salas sociais, na parte fronteiriça, como tendo móveis e quadros da época, dentre estes, um retrato a óleo do Imperador D. Pedro II. Abrem-se para um corredor e este leva os quartos, à varanda, ao banheiro e à zona de serviço, na parte posterior. Na parte baixa da casa ficavam a barbearia, a farmácia, o açougue e a venda.

O sobrado de tijolão, com cobertura de telha tipo francês, apresenta soluções plásticas em linhas retas e curva, definidas como neo-clássicas em chão de terra, denominação esta para soluções no sistema simples e rústico de construção das fazendas de café do centro-oeste paulista, no fim do século XIX.

O casarão possui 900 metros quadrados de construção e cinco metros de pé direito.

 

3 comentários

  1. Marcos Vinicius Neves em 30/01/2016 às 19:57

    Nos dias atuais a mesma ainda existe ?

    • Luiz roberto moraes sampaio em 07/03/2016 às 22:53

      Sim existe e esta totalmente conservada

  2. Shirlene em 05/06/2016 às 12:23

    É nessa fazenda que a Globo grava a novela Êta mundo bom?????

Deixe um comentário