A importância da USP e da ESALQ na evolução do ensino superior

A Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” sempre foi pioneira. Em 25 de janeiro de 1934, quando Armando de Salles Oliveira assinou o decreto de criação da USP, na prática a primeira instituição brasileira digna do título de universidade, a ESALQ estava entre as oito faculdades fundadoras da nova instituição.

A USP nasceu grande, pois reuniu faculdades expoentes do ensino nacional. Além da Luiz de Queiroz, a Faculdade de Direito do Largo São Francisco, a Escola Politécnica, Faculdade de Farmácia e Odontologia, a Faculdade de Medicina Veterinária, Faculdade de Medicina e o Instituto de Educação. Dessas oito, sete eram escolas da capital e somente a ESALQ representava o interior do Estado.

Na época de sua criação, a Universidade de São Paulo atraiu grandes nomes do ensino europeu, que aqui vieram para dar aulas, revolucionando os padrões de ensino até então vigentes. O resultado disso foi uma acelerada modernização não só na esfera educacional, mas também na pesquisa científica. São Paulo efervescia, influenciando, a partir da década de trinta, a retomada industrial que colocaria o Estado como impulsionador do desenvolvimento nacional.

Até hoje, a USP mantém os mesmos padrões de excelência que nortearam sua fundação. Ter sido ou ser professor, aluno ou formado pela USP é uma distinção e motivo de orgulho.

À homenagem aos 75 anos da Universidade de São Paulo soma-se outra: o 107º aniversário da nossa querida Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, que em 1964, novamente foi pioneira, sendo a primeira faculdade da USP a implantar cursos de pós-graduação.

Nascida Escola Agrícola Prática de Piracicaba, sua evolução se confunde com a própria história do nosso setor agrícola, tamanha a contribuição dos profissionais aqui formados nos avanços da produção nacional, que historicamente tem sido nossa principal fonte de recursos externos e, o mais importante, garante suficiente produção, a preços acessíveis, de gêneros alimentícios à população.

A pesquisa agrícola desenvolvida pela ESALQ tem permitido o aumento da produtividade e o aprimoramento da qualidade, destacando-se como recente conquista seu trabalho no aperfeiçoamento da produção de biocombustíveis.

A grandeza da ESALQ reside no seu potencial multiplicador, que sai a campo para ensinar, ampliar o conhecimento humano e cumprir sua função social, permitindo-nos aumentar nossa confiança no potencial e no futuro do País. Foi uma semente plantada em solo fértil, que vem e continuará dando excelentes frutos, para engrandecimento da Universidade de São Paulo e orgulho de todos nós.

Antonio Carlos de Mendes Thame
Professor licenciado da ESALQ-USP e Deputado federal (PSDB-SP)

Deixe um comentário