Miguel Archanjo Benício de Assumpção Dutra, o Miguelzinho Dutra (2)

“A versatilidade dos artífices, antigamente ditos “oficiais mecânicos”, gente do engenho do açúcar, da lavoura, das tropas, da cabotagem, que despontam nas crônicas das artes do Brasil, é fenômeno normal, pois o construtor torna-se pintor, escultor, prático dos misteres complementares, às vezes pedreiro, administrador de fazendas e olarias e quantas outras atividades exercia, provendo as necessidades do momento”. (Mello Jr e Soares de Souza, 1981)

Apesar de Miguelzinho Dutra ser mais conhecido e reconhecido como pintor, o artista, como observa Gabriela, passeou pelos diversos segmentos da arte. A diversidade de sua atuação também reforça o seu caráter artista-artesão, pois ao mesmo tempo em que revela uma grande habilidade técnica para a execução, mostra-nos também uma grande subjetividade e originalidade.

Capela do Passo do Senhor do Horto

Sagrados Passos são pequeninas construções feitas especialmente para servirem nas procissões de Domingos de Ramos e que funcionam como um sistema narrativo.

Na cidade de Piracicaba, encontra-se uma das remanescentes capelas (figura abaixo) dos Sagrados Passos do estado de São Paulo (a outra está em São Sebastião). A capela fica numa pequena área de 3,15m x 3,35m na esquina da Praça José Bonifácio com a Rua Prudente de Moraes.

Deixe um comentário