Pássaros de Piracicaba: Bem-te-vizinho

Bem-te-vizinho –Myiozetetes similis
Família Tyrannidae
Parte de seu nome científico (similis) corresponde a sua semelhança com a plumagem do bem-te-vi (Pitangus sulphuratus) e de outras espécies bem parecidas da família Tyrannidae.

É uma ave com pouco mais de 15 centímetros. O padrão geral da coloração da plumagem é o lado inferior amarelo com a garganta branca, apresenta o dorso e as asas marrom-esverdeados. Acima dos olhos, exibe uma evidente faixa branca que se estende desde o bico até a nuca, onde é interrompida. Com esse padrão de plumagem, o bem-te-vizinho poderia ser considerado uma  miniatura do bem-te-vi.

Ocorre aos pares ou em pequenos grupos familiares, que são muito  barulhentos. Na época da reprodução, constrói um ninho de capim que é colocado em uma forquilha. Às vezes, o ninho fica localizado em galhos sobre a água ou próximo a colmeias e formigueiros, garantindo, assim, proteção extra contra predadores. A fêmea põe de 2 a 3 ovos, que são esbranquiçados e com pequenas pintas marrons. Alimenta–se de artrópodes, capturados durante pequenos voos, e de pequenas frutas.

Ocorre em grande parte do Brasil e em alguns países vizinhos da América do Sul e Central. Pode realizar movimentos de migração para regiões mais quentes durante o inverno. Vive em ambientes abertos, bordas de matas, capoeiras e jardins, quase sempre próximo de algum curso d’água.

Deixe um comentário