Armando Cesare Dedini

Animado com as possibilidades existentes na pátria de adoção, o Brasil, Mario Dedini mandou chamar o irmão mais novo na Itália, Armando Cesare, nascido em 1897. Este necessitou de uma autorização especial para viajar, pois era ainda menor de idade em 1915. Ele veio acompanhado da irmã Clementina, que era casada com um dos membros da família Rossin, que também se estabelecera no Brasil. Enquanto Armando Cesare instalou-se na cidade de Pirajuí, como ferreiro, Mário Dedini trabalhava na usina Santa Bárbara, em Santa Bárbara d´ Oeste.

Armando Césare casou-se com Estela Biondo (1900 – 1968), com quem teve cinco filhos (Emilia, Helena, Leopoldo, Ermelinda, Iracema e Edna). O segundo filho do casal, Leopoldo, nasceu na Usina Éster, onde seu pai estava trabalhando por certo período, fazendo reparos nos equipamentos.

Em 1920 Armando Césare mudou-se para Piracicaba. Juntou suas economias com as do irmão Mario para adquirirem uma oficina mecânica no bairro da Vila Rezende, que seria o embrião das indústrias Dedini. Inicialmente tomou conta sozinho do estabelecimento. Morreu precocemente em 1926, vítima da epidemia de tifo. Sua viúva Stella, com os filhos órfãos, voltou para junto da família, em Santa Bárbara D` Oeste.

Deixe um comentário