Imaculada, a igreja de dona Lydia

A foto – de data provável dos 1950, autor desconhecido – foi publicada, em A Província, por falha do autor, como sendo da Igreja de São Benedito. Com essa informação equivocada, foi retirada do ar. Trata-se, na verdade da Matriz de Vila Rezende, a Igreja da Imacula Conceição, cuja construção e idealização se deveu à família do Barão de Rezende, especialmente de dona Lydia de Rezende.

Lydia de Rezende – uma das mais extraordinárias personalidades piracicabanas, infelizmente esquecida pela banalização da memória dos últimos tempos – criou o Sanatório São Luiz, o primeiro para tuberculosos no Brasil, que se transformou no atual Instituto Baronesa de Rezende. As terras compreendiam a Chácara São Pedro, dos barões. Em 1904, Lydia de Rezende lançou a pedra fundamental do que se chamava Capela da Imaculada e, em 1908, foi inaugurada a igreja, que se transformou na hoje imponente e histórica Matriz da Imaculada Conceição de Vila Rezende, que teve como vigários célebres, entre outros, Monsenhor Jerônymo Gallo e Monsenhor Jorge Simão Miguel, este, ainda em atividade em 2011. barõesVila Rezende era, então, C.

Deixe um comentário