O chafariz que se perdeu

O cafeicultor Júlio Conceição, filho do Barão de Serra Negra, piracicabano nato, foi uma das grandes fortunas brasileiras. Quando da inauguração do serviço de água e das reformas no jardim central, da então Praça da Matriz, no ano de 1887. A urbanização de Piracicaba era um dos ideais da família Conceição, sendo Lydia de Rezende uma das grandes batalhadoras pela modernização civilizada de Piracicaba.  Júlio Conceição, o irmão, – que residia em Santos – ofereceu-lhe o artístico repuxo, da foto. A peça era de mármore e tinha quatro metros de altura. O repuxo foi inaugurado com grandes solenidades, incluindo uma bnadeira nacional confveccionada pela própria Lydia de Rezende com fios dourados.

Na primeira administração de Lucianoa Guidotti o repuxo foi substituído por uma Fonte Luminosa, moda da época. E, durante muitos anos, ficou recolhido em um depósito da Prefeitura. Até que desapareceu. A lenda diz ter sido levado para alguma chácara de políticos. Nunca foi, porém, localizado.

1 comentário

  1. Celso Bisson em 07/12/2012 às 17:38

    alÔ Piracicaba! campanha cívica: vamos localizar o chafariz. Se vc souber dele (foto) denuncie.

Deixe uma resposta