Arco, Tarco, Verva: Dicionário do Dialeto Caipiracicabano

Bile

Quase todos os garotos brasileiros jogam bolinha-de-gude. Mas moleque piracicabano joga bile, que é o buraquinho do chão onde a bolinha de gude –conhecida como bolinha de vidro – deve cair. Quem mais acertar a bolinha no bile ganha o jogo. Supõe-se que bile venha do buraquinho na mesa de bilhar, mas é apenas suposição. O bile é mais usado, por ser um buraquinho, por efeito de comparação. Tomá no bile é expressão chula, mas muito usada. Em briga, tanto adulto como criança, costuma xingar: “Qué sabê diuma coisa? Vá tomá no bile.” Ou então, mais especificamente: “Vá tomá no seu bile.” Trata-se, pois, de uma refinada maneira caipiracicabana de mandar o outro tomá no cu.

Deixe um comentário