Arco, Tarco, Verva: Dicionário do Dialeto Caipiracicabano

Catiça

Má sorte, mau olhado, azar. O nego pode jogá catiça e, nesse caso, está invocando o azar para outro, ou ser vítima da catiça alheia. Quando, em jogos decisivos de campeonato de basquete, a Paula não consegue acertar a cesta, ela costuma dizer que tá ou que pegô catiça. E ela própria se lamenta: “Foi a morfiosa da Hortência que tacô catiça ni mim.”

Deixe um comentário