Arco, Tarco, Verva: Dicionário do Dialeto Caipiracicabano

Fudê cua minha vida

Essa expressão, embora sendo conseqüência da anterior, tem também a sua sutileza. Usa-se na ordem mais sentimental. Muié, quando nego a abandona, chora: “O fiádaputa acabo de fudê cua minha vida e tirô o cu da chiringa…” O homem é mais discreto: “I agora, qui que eu faço? Ela acabô de fudê cua minha vida.” E vai tomar caipirinha na Rua do Porto.

Deixe uma resposta