Claudinho Batista aprova nova regra contra a troca de treinadores no Paulistão

DSC_0013O técnico do XV de Piracicaba, Claudinho Batista, aprovou a nova regra do Campeonato Paulista 2016 que não permite a troca de treinadores entre as equipes da série A1 durante a disputa da competição. A medida foi anunciada na tarde de ontem pela Federação Paulista de Futebol (FPF), após congresso técnico com os presidentes e representantes dos 20 times participantes da próxima edição.

Segundo o comandante do Alvinegro Piracicabano, a norma exige um melhor

planejamento dos clubes. “Eu acho que foi uma iniciativa bastante inteligente e favorável, principalmente para que as equipes se organizem e os técnicos tenham respaldo para trabalhar. De início fiquei um pouco assustado, mas depois de colher mais informações e conversar com outras pessoas, a gente acaba vendo que foi bom”, disse.

Apesar de elogiar a nova regra, Batista lembra que ela não garante a permanência de nenhum técnico até o final do campeonato. “Treinador vive de resultado aqui no Brasil e isso não vai mudar tão cedo. Por isso, para mim, continua do mesmo jeito. Tenho que trabalhar para ter um bom time, conquistar as vitórias e buscar alcançar os objetivos do clube”, comentou.

Disputa regionalizada

Para Claudinho Batista, a disputa pela classificação às quartas de final do Paulistão-16, no grupo C, ficou regionalizada. O treinador quinzista acredita que o São Paulo será o dono de uma das vagas, sendo assim, a segunda seria disputada por XV de Piracicaba,  Capivariano e Ferroviária, equipes que representam as cidades próximas entre si, além do Audax, que manda seus jogos em Osasco.

Apesar de não se enfrentarem diretamente durante a primeira fase, a luta para avançar na competição será acirrada. “Será um campeonato à parte dentro da própria chave. Todos têm condições e precisamos saber que vamos ter que fazer de tudo para conseguirmos essa classificação”, falou o técnico.

Deixe um comentário