Igreja Metodista, a terceira do Brasil

*Artigo e fotos/imagens  retirados do livro “Piracicaba que amamos tanto”, de Cecílio Elias Netto.

 

Fundada em 1881, a Igreja Metodista de Piracicaba foi a terceira a ser instalada no Brasil. A sua história inicia-se com a chegada — em 19 de maio daquele ano — de uma missão norte-americana de missionários metodistas, liderada pelo pastor J. K. Kennedy. Sua instalação coincide com a do colégio fundado por Miss Martha Watts. No dia 22 de setembro de 1881, criava-se a igreja. Ela tinha nove membros e seu pastor era o Rev. James Koger.

O primeiro templo foi instalado numa casa alugada, no Largo de São Benedito, esquina das ruas do Rosário com São José. (No início do ano 2OOO, a propriedade — que pertencia a herdeiros do ex-prefeito Luiz Dias Gonzaga — foi destruída por um incêndio.) Quando se inaugurou o templo metodista, em 31 de outubro de 1885, encerrava-se, também, uma grande discussão promovida pelo Padre Galvão (Francisco Galvão de Paes de Barros). O vigário da Matriz não admitia que o templo metodista tivesse torre, pois esse seria privilégio apenas das igrejas católicas, quando Estado e Igreja estavam unidos.

O Padre Galvão apelou para a Câmara Municipal, perdeu, seu protesto chegou até D. Pedro II. Mas não adiantou: os metodistas fizeram seu templo com a torre.

Mais tarde, a Igreja Metodista instalou-se no edifício Trinity — derrubado quando o Rev. Crysanto César era diretor do Colégio Piracicabano – e onde se instalou o Edifício Centenário daquele colégio. Finalmente, em 1922, o principal templo da Igreja Metodista foi construído na rua Governador Pedro de Toledo, esquina do Largo do Mercado Municipal.

 

Deixe um comentário