Depoimento: a Piracicaba de Danielle

Danielle Moura“Era um novo começo. A escolha da profissão, da universidade, da cidade. Era Piracicaba, ponto. Desde o primeiro dia que aqui pisei, sabia que a cidade me reservaria ótimos momentos. Todos inesquecíveis. Foram anos tendo a certeza de que estava no lugar certo e na hora certa. Me formei, casei, fiquei. Plantei raízes e uma semente brotou, meu pequeno piracicabano. Aprendi a admirar esta cidade, suas pessoas, sua cultura. Seu sotaque marcante, sua paixão pelo XV, seu rio. Sua grandeza e ao mesmo tempo, calmaria interiorana. Sou grata. Construí minha vida, profissão, ser humano. Cresci. Obrigada Piracicaba por fazer parte de minha história, e por me permitir fazer parte da sua também. Espero que me receba aqui por muitos outros anos. Se me ausentar, que eu supere meu rio de lágrimas.” (Danielle Katherine da Silva Moura, 28 anos, jornalista, nascida em Conceição da Barra de Minas – MG)

Neste semestre, comemoramos os 250 anos de Piracicaba, dos quais A Província tem registrado mais de 10 em sua versão eletrônica. Há 30 anos também já existia seu formato impresso e, há cerca de 60, o jornalismo de Cecílio Elias Netto – que se dedicou, mais que tudo, a contar a história desta cidade.

Agora,  A Província quer ouvir a “sua história de Piracicaba”, o olhar de cada um sobre o passado, o presente e o futuro da cidade! Envie seu depoimento para o e-mail [email protected], ou registre aqui mesmo nos comentários, com seu nome completo, idade e profissão.

Participe e também faça parte desta história!

Deixe um comentário