28º ISSCT Congress reuniu especialistas de 46 países

Entre os dias 24 e 27 de junho, o Brasil recebeu, pela terceira vez, o Congresso da ISSCT (International Society of Sugar Cane Technologists). Realizado a cada três anos, o evento, que está em sua 28ª edição, reuniu cerca de dois mil profissionais do setor, entre congressistas, expositores e visitantes, de 46 países no Transamérica Expo Center em São Paulo-SP.

O ISSCT 2013 foi organizado pela STAB (Sociedade de Técnicos Açucareiros Alcooleiros do Brasil) e contou com apoio do Apla (Arranjo Produtivo Local do Álcool) e da Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção, Exportações e Investimentos), que, por meio do Projeto Brasil Sugarcane Bioenergy Solution, coordenaram a Exposição e as ações do pós-congresso.

Na Exposição, o Apla e a Apex-Brasil disponibilizaram os espaços Brazil Sugarcane Bioenergy Solution Business Lounge” e “Brazil Sugarcane Bioenergy Solution Business Center”, destinados aos expositores – representantes de toda a cadeia produtiva da cana no Brasil, e ligadas ao Projeto Brazil Sugarcane Bioenergy Solution.

Ricardo Quaresma da Civemasa, acredita que aliar a nossa marca ao congresso de renome mundial como o ISSCT é um investimento que vale a pena. “Participamos deste congresso no México e certamente continuaremos a ampliar os contatos em eventos como este”, afirma.

O gestor comercial da CSJ Metalúrgica, Ivan Corrêa classifica o ISSCT como o evento mais importante do mundo para o setor sucroenergético. “As palestras apresentadas no congresso atraem um público de alto nível e formadores de opinião das indústrias e empresas”, disse Corrêa.

Já o diretor operacional da Gasil, Oton Castro, definiu o ISSCT 2013 como “uma oportunidade única para mostrar os produtos e prospectar futuros negócios”.

Participando pela primeira vez do ISSCT, o gerente comercial da JW Equipamentos, Fabiano Farinelli Ruiz classificou como de grande importância a presença da empresa neste evento pela oportunidade de mostrarem seus produtos com o foco na prospecção de novos negócios.

Na exposição, o Apla reuniu as empresas seguintes: ABM Brasil, Açoforia, Agricorte, Baldan, Big Tecnologia, BRN, Bussola, Caldema, Civemasa, CSJ Metalúrgica, Dedini, Dínamo, EDRA, Equilíbrio, FCN Tecnologia, Fernavan, Fluid Brasil, Gasil, General Chains do Brasil, Gradmec, Interunion, IRBI, JW, Mausa, Mecmac, NG, PASys, Planusi, Prozyn, Rezentrac, Sermatec Zanini, Simetrans, Simisa, Smar, Technopulp, Tecnal, Texas, TGM, TransLink, Turbimaq, Unimil, Westlock.

Deixe um comentário