Cai número de casos de aids em Piracicaba

O número de novos casos de aids por ano registrado em Piracicaba apresenta redução de 44,15% na análise dos anos de 2005 e 2013. De acordo com levantamento do Banco de Dados da Vigilância Epidemiológica do município, foram 77 casos em 2005 e 43 em 2012. Relatório da Unaids, agência da ONU (Organização das Nações Unidas) para o combate à aids, aponta crescimento de 11% nos novos casos/ano de aids no Brasil no mesmo período.

Para Moisés Taglietta, diretor da Vigilância em Saúde de Piracicaba, a queda é reflexo do trabalho desenvolvido no município, destacando-se, além das ações realizadas pela Secretaria Municipal de Saúde, outras realizadas por outras secretarias e órgãos da administração municipal, estadual e organizações da sociedade civil. “Soma-se a isso o fato de nossa região ter uma das epidemias mais antigas do país, o que por si só colabora para um menor crescimento da doença ao longo dos anos.”, afirma.

Segundo Moisés, é importante compreender que não há redução no número de casos novos de aids no mundo. “Há novos casos da doença todos os anos. O que ocorre é que esse crescimento vem sendo menor a cada ano. Portanto, mesmo em um ritmo menor, o número de pessoas com a doença continua aumentando todo o ano e é por isso que não podemos descuidar da prevenção”, alerta.

CEDIC
O atendimento qualificado às pessoas com DST/Aids em Piracicaba é realizado pelo Cedic (Centro de Doenças Infectocontagiosas). Formado por equipe multidisciplinar, com infectologistas, ginecologista, dermatologista, pneumologista, pediatra, dentista, farmacêutica, enfermeira, assistente social e psicólogos, o serviço oferece aconselhamento e assistência integral a pacientes com doenças sexualmente transmissíveis e outras doenças infectocontagiosas.

O Cedic conta ainda com Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), com Leito-Dia para pacientes com aids. Além das consultas, exames e fornecimento de medicamentos, a unidade também realiza atividades educativas e trabalho de conscientização de jovens e adultos.

Na Farmácia Cedic são atendidos exclusivamente pacientes com doenças sexualmente transmissíveis, aids, hepatites virais ou infectocontagiosas. O local conta com uma farmacêutica responsável técnica e dois auxiliares de farmácia atuando com uma equipe multiprofissional responsável, não somente pela dispensação de medicamentos, mas assistência farmacêutica na concepção técnica. Além dos medicamentos de uso geral, a farmácia Cedic disponibiliza os constantes do Componente Estratégico da Assistência Farmacêutica.

Outro atendimento exclusivo aos pacientes no Cedic é de odontologia, com  diagnósticos e tratamentos dentários de usuários SUS com maior complexidade, como detecção do câncer bucal, tratamentos de gengivas, cirurgias da boca e tratamento de canal.

Em 2013, foram realizadas no Cedic 11.811 procedimentos e 6.248 consultas médicas. Atualmente estão em tratamento no Cedic 1.900 pacientes portadores do HIV.

Deixe um comentário