Cantor Hudson tem prisão preventiva decretada

O cantor sertanejo Udson, da dupla Edson & Hudson, teve prisão preventiva decretada na manhã desta sexta-feira (22), em Limeira. Ele não será mais liberado sob fiança. Apesar da liberdade provisória concedida na quinta-feira (21), uma nova ordem da Justiça manterá o músico preso por tempo indeterminado.

Detido em uma cela da delegacia de Limeira desde a noite de quarta-feira (20), após ser pego com armas duas vezes pela Polícia Militar, Hudson foi transferido para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Piracicaba.

Hudson teve liberdade provisória concedida pela Justiça.O juiz Rogério Danna Chaib, da 1ª Vara Criminal, considerou que o cantor não oferece riscos à sociedade, mas que deveria pagar nova fiança de R$ 12 mil.

A ordem de prisão preventiva, porém, anula a liberação anterior. A preventiva, do juiz Luiz Augusto Barrichello Neto, da 2ª Vara Criminal, rejeitou a primeira fiança paga pelo cantor devido ao segundo delito registrado no mesmo dia. Barrichello é o responsável pela análise da primeira prisão de Hudson por porte ilegal de armas.

O sertanejo foi pego pela primeira vez na madrugada de quarta com uma pistola 380 e um revólver 38, além de faca, canivete e um soco-inglês em seu carro. Ele já tinha pago R$ 6 mil para escapar da detenção. A segunda prisão foi na noite de quarta, após a PM cumprir mandado de busca na casa de Hudson e encontrar mais armamentos e droga. Desta vez, porém, a Polícia Civil não definiu nova fiança porque munições encontradas na residência eram de uso restrito do Exército.

O sertanejo divulgou uma carta enquanto ainda estava preso. No texto, enviado por e-mail por sua assessoria, ele pediu perdão aos fãs, afirmou ser “uma pessoa pacífica” e ainda disse: “qual ‘garoto’ não gosta de armas e carros?”

Hudson escreveu ainda que por “falta de atenção e irresponsabilidade” manteve em casa “presentes de grego” dados por, segundo ele, pessoas que queriam parecer amigas, mas que no fim o prejudicaram. Ele não detalhou, porém, quem o teria enganado.

Deixe um comentário