Chef do Senac apresenta gastronomia saudável na II Feira da Sustentabilidade

Hambúrguer artesanal, salada com quinoa, brigadeiro gourmet, risotos e paletas são alguns dos pratos que poderão ser degustados na II Feira da Sustentabilidade. Responsável pela gastronomia, a chef Renata Palma, docente do Senac Águas de São Pedro, está organizando cardápios tradicionais, veganos e vegetarianos, servidos em seis food trucks, na cantina com opções light e na cafeteria. O evento começa nesta quinta-feira (14) e segue até sábado na Casa do Marques do bairro Monte Alegre, em Piracicaba (SP).

Ao convidar a chef Renata Palma para a área gastronômica, a Feira da Sustentabilidade cumpre mais um dos seus importantes objetivos, que é compartilhar o momento da alimentação como um ritual que aproxima as pessoas. “Somos seres inteligentes, aprendemos a plantar, colher, caçar, fazer o fogo, inventar utensílios e outros saberes. Mas, ainda assim, a resposta ao interesse pela alimentação não está completa”, diz a incentivadora do slow food, movimento mundial para saborear a comida de forma saudável, envolvendo também o produtor e o meio ambiente.

 

Para definir melhor estes conceitos, Renata explica a diferença entre o fast food  e o slow food. No primeiro, são as grandes redes que usam ferramentas de marketing e mídia para instaurar um sistema de comida aparentemente deliciosa, nutritiva, porém, rápida e padronizada. Já o segundo pauta-se na tríade: alimento bom porque gostamos do que é saudável, saboroso e bonito. Limpo, porque queremos saúde sem degustar quantidades abusivas de agrotóxicos. Justo, com base na conscientização da enorme cadeia de produtores que se utilizam de boas práticas agrícolas para nos trazer o melhor e, por isso, devem ser respeitados e valorizados.

 

DISCO XEPA

Para encerrar as atividades gastronômicas, haverá uma ação do Disco Xepa, para alertar sobre o desperdício dos alimentos e a necessidade do consumo responsável. Os chefs de cozinha produzirão alguns pratos com alimentos que deixarão de ser desperdiçados no fim dos varejões municipais. Numa forma criativa de sensibilizar o público, a apresentação será acompanhada pelo maracatu do grupo piracicabano Baque Caipira.

 

MINICURSO “CIDADES COMESTÍVEIS”

O conceito do slow food de apreciar o alimento e valorizar quem o produz está despertando nas pessoas o interesse em plantar, cuidar e colher inclusive entre seus vizinhos. De olho neste movimento, o minicurso “Cidades Comestíveis” abordará as ferramentas e benefícios da agricultura urbana. A atividade será ministrada por André Biazoti, gestor ambiental do Movimento Urbano de Agroecologia (Muda-SP), no sábado (16/4), das 9h30 às 11h30. Para participar basta chegar com 20 a 30 minutos de antecedência e manifestar interesse.

 

De acordo com André, são inúmeras as iniciativas individuais e coletivas de encontrarem espaço nas cidades para a agricultura. “Essas experiências estão aproximado pessoas e promovendo o compartilhar do slow food”, comenta. Sobre a cidade comestível, o educador ambiental cita as árvores frutíferas plantadas nas calçadas, como pitanga, acerola, amora e outras espécies. “As pessoas estão começando a ter um novo olhar. Tem muita gente querendo fazer uma horta, mas não sabe como começar. Nós ajudamos este potencial a se tornar realidade e áreas urbanas já estão produzindo e deixando todos mais felizes”, entusiasma-se André.

 

FUNCIONAMENTO

A área de alimentação estará aberta a todos os visitantes da Feira da Sustentabilidade, nos dias 14 e 15, das 9h às 19h, e no sábado (16), das 9h às 17h. A entrada é gratuita. Para a degustação, o pagamento nos food trucks poderá ser em dinheiro e cartões de débito e crédito. A cantina e a cafeteria aceitarão dinheiro e cheque.

 

ABERTURA OFICIAL

A abertura oficial da Feira da Sustentabilidade, na quinta-feira (14), às 9h, contará com Miguel Cooper, da Superintendência de Gestão Ambiental da USP, Paulo Roberto Checoli, presidente da Associação Comercial e Industrial de Piracicaba (Acipi), Edinalva Inês Correa Souza, do Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR), dos patrocinadores OJI Papéis Especiais e Klabin, o apoio cultural do Sesc Piracicaba e logístico de inúmeras parcerias. O evento é aberto ao público. A entrada e o estacionamento são  gratuitos. Todas as informações estão no sitewww.feiradasustentabilidade.com.br.

Deixe um comentário