Clap oferece descontos para matrículas em janeiro

unnamedO Clap (Centro de Longevidade e Atualização de Piracicaba) está com inscrições abertas para novas turmas a partir da próxima segunda-feira, dia 11 de janeiro. Os novos alunos e alunas que efetuarem a matrícula neste período terão 50% de desconto. As aulas começam no dia 1º de fevereiro.

Idealizado pelas professoras Maristela Negri Marrano e Alessandra Cerri, especialistas em educação para a terceira idade, o ambiente do Clap estimula a saúde física, mental, espiritual, cultural e social e está estruturado em pilares científicos e cognitivos, construídos a partir de experiências pessoais e decorrentes do próprio convívio com grupos da melhor idade há mais de 12 anos.

A grade curricular para 2016 foi definida com base nas demandas dos alunos e também levando em conta assuntos de interesse em comum. Entre as disciplinas para o primeiro semestre estão Direito e Atualidades, Sustentabilidade no Cotidiano, Antropologia e Diversidade, Saúde Mental, Primeiros Socorros, História da Música, Os Benefícios da Homeopatia, Consciência de Si no Processo do Envelhecimento, Reflexões sobre a Diversidade Humana, Oficina da Memória e Estimulação Cognitiva, Desvendando o Alzheimer, Um Passeio pelo Cérebro, Fonoaudiologia e Envelhecimento, Florais, Gerontologia, Saúde e Educação no Envelhecimento, Orçamento Doméstico e Musicalização.

De acordo com as professores Maristela Marrano e Alessandra Cerri, o objetivo do Clap é proporcionar um envelhecimento com qualidade de vida. “Nossas atividades estão disponíveis para todas as idades, não são exclusivas para quem tem mais de 60 anos. Junto com nossas alunas e alunos, trilhamos um caminho para ajudar no processo de envelhecimento com saúde, qualidade de vida e estabilidade emocional”, detalham as professoras.

A aluna Vera Lúcia Albuquerque, de 63 anos, fala com convicção sobre os ganhos para o corpo e para a mente proporcionados pelo convívio no Clap.  Após ter frequentado as aulas entre 2009 e 2011, voltou no ano passado.  “Retornei porque parei de trabalhar e estava me sentindo muito sozinha em casa, já que todos trabalham e passam grande parte do dia fora. No Clap reencontrei amigas e conquistei novas. Tenho mais qualidade de vida: exercito corpo e mente”.

Vera contou que descobriu o Clap após ler uma matéria divulgada na imprensa e se interessou pela proposta multidisciplinar. “Temos aulas diversificadas, de música até palestras mais intelectuais. Foi isso que despertou minha vontade de conhecer melhor o local”.

Aprender a utilizar as funções do computador foi um dos desafios superados por Vera com a ajuda do Clap. Após acompanhar um mês de aula de Informática, a aluna aprendeu o básico e consegue se distrair na internet sozinha. “Eu não sabia fazer nada no computador antes das aulas. Hoje consigo ligar e acessar várias funções. Para mim já foi um grande avanço. O Clap me ajudou nesta atualização digital. Eu navego e fico por dentro dos assuntos que estão na mídia, como política e economia, deixo meus problemas de lado e adquiro conhecimento”, conta.

As aulas do Clap ocorrem as segundas e quartas-feiras, das 15 às 16h30; e nas terças e quintas-feiras, das 14 às 17 horas. As turmas não são avaliadas por provas e não precisam realizar tarefas comuns do ensino formal.

Nos demais dias da semana, o Clap permanece aberto com atividades diversas como oficinas, atividades motoras (ginástica preventiva e oriental, alongamento funcional, fortalecimento feminino, danças circulares, dança livre e ioga), palestras e cursos multitemáticos.

Localizado no bairro São Dimas, o Clap conta com sala de aula climatizada (capacidade para 60 alunos), recursos multimídia, recepção e instalações totalmente adaptadas em acordo com as normas ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) de acessibilidade.

Quem está à frente do Clap

* Alessandra Cerri é graduada em Educação Física, com mestrado em Educação Física (Atividades Físicas para Grupos Especiais) e pós-graduação em Neurociências Aplicadas a Longevidade, na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Autora de vários capítulos de livros e revistas científicas com abordagens sobre o tema envelhecimento; organizadora do livro “Envelhecimento bem sucedido: mais que acaso, uma conquista”. Atuou como professora e coordenadora da Faculdade Cenecista da Terceira Idade de Capivari (Faceti).

* Maristela Negri Marrano é mestre em Educação Física (Corporeidade e Pedagogia do Movimento) pela Unimep; pós-graduada em Desenvolvimento Integral do Ser: Danças Circulares e Jogos Cooperativos pela Faculdades Campos Elíseos/Unipaz, de Campinas; em Atividade Física, Terceira Idade e Grupos Especiais/Unimep; em Atividade Física e Qualidade de Vida, pela Unicamp; em Fisiologia do Esforço/Unimep; em Neurociências Aplicadas a Longevidade, na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); autora de artigos científicos e capítulos literários; foi coordenadora da Faculdade Cenecista de Capivari (Faceti); da Faculdade Aberta da Terceira Idade da Unimep (campi Piracicaba e Santa Bárbara) e da Faculdade Aberta da Terceira Idade da Fatep (Faculdade de Tecnologia de Piracicaba).

 

SERVIÇO

Clap – Centro de Longevidade e Atualização de Piracicaba

Matrículas abertas

Início das aulas: 1º de fevereiro

Endereço: Rua José Ferraz de Camargo, 460 – São Dimas – Piracicaba/SP

Telefone: (19) 3377.9332 / 3377.9334

COMO FUNCIONA O CLAP

O QUE É O Centro de Longevidade e Atualização de Piracicaba (CLAP) tem como objetivo promover e desenvolver os componentes diretamente relacionados ao envelhecimento saudável por meio de atividades intelectuais, motoras, sociais e culturais, dirigidas as pessoas de ambos os sexos, interessadas em atualização e aquisição de novos conhecimentos buscando assim, envelhecer e viver com qualidade.
QUEM PODE PARTICIPAR Todas as pessoas interessadas em promover e desenvolver os aspectos relacionados à Qualidade de Vida, envolvendo a saúde mental, intelectual, física, social, cultural e espiritual em prol de uma vida longa e saudável.

 

COMO PARTICIPAR Os detalhes das disciplinas, horários e funcionamento do Clap podem ser obtidos pelos telefones (19) 3377.9332 e 3377.9334
É PAGO OU GRATUITO As atividades são pagas, com pacotes promocionais tanto na matrícula quanto nas mensalidades (conforme a quantidade de cursos).
POR QUE FAZER CLAP Dados científicos comprovam que a educação permanente, bem como cursos de atualização e atividades motoras dirigidas, são significativamente importantes para um envelhecimento bem-sucedido.

 

Deixe um comentário