Clap promove sarau gratuito com a contadora de histórias Carmelina de Toledo Piza

O Clap (Centro de Longevidade e Atualização de Piracicaba) promove na quarta-feira (19), a partir das 19h30, sarau gratuito com a contadora de histórias Carmelina de Toledo Piza. Literalmente Na Cia da Tia Carmelina, a apresentação contará com lendas e causos de Piracicaba.

Gratuito e aberto ao público de todas as idades, o evento será na sede do Clap (rua José Ferraz de Camargo, 460 – São Dimas). Idealizado pelas professoras Alessandra Cerri e Maristela Negri Marrano, especialistas em Neurociências Aplicadas a Longevidade e mestres em Educação Física e Envelhecimento, o Clap tem em sua essência a busca pelo envelhecimento bem sucedido e, entre suas ações, programou aulas experimentais e eventos gratuitos para os interessados em conhecerem um pouco mais sobre o seu funcionamento. “O sarau visa aguçar a imaginação dos participantes e apresentar nossas instalações”, comentam.

Carmelina de Toledo Piza nasceu em Tietê. Aos 6 anos, mudou-se para Piracicaba, no bairro Paulicéia, habitado por gente simples e repleto de contadores de histórias.

Teve uma infância muito feliz ao lado dos irmãos e vizinhos, que adoravam brincar na rua, enquanto os pais colocavam as cadeiras na calçada, conversavam e contavam histórias. Foi uma criança alegre, bem moleca, que brincava de rodar pneu, de pular corda, de roda-roda e de pega-pega.

É contadora de histórias e professora formada pelo Instituto Educacional Piracicabano. Cursou a Faculdade de Ciências e Letras na Universidade Metodista de Piracicaba (Unimep). Fez Psicopedagogia e mestrado em Educação Comunitária no Centro Universitário Salesiano de São Paulo (Unisal) em Americana. Pós-graduou-se em Arteterapia na Universidade Paulista (Unip) e está cursando Educação Artística (EaD) nas Faculdades Claretianas, em Rio Claro.

Em 1999, abriu o Espaço para Arte de Contar Histórias, em Piracicaba, onde ensina a arte de narrar aos profissionais da educação, da saúde e de outras áreas.

Em 2001, formou o grupo Na Cia. da Tia Carmelina. Lançou os livros Entrou por uma porta, saiu por outra, quem quiser que conte outra (2003); Caju, uma história de amor e 7 encontros, histórias e desenhos (2004); Histórias que amigos contam (2005); Amor sempre… Sempre amor (2006); e Passa balaio trançado de sonhos e conta uma história… 2ª Edição (2013). Atualmente, presta trabalho voluntário na Santa Casa de Piracicaba.

Deixe um comentário