Em nota, monsenhor diz que perdoa o agressor

O monsenhor Jamil Nassif Adib, de 72 anos, esfaqueado enquanto celebrava uma missa na noite de domingo (19) na Catedral de Santo Antônio, declarou nesta segunda-feira (20) que perdoa o agressor. “Meu coração e minha alma já perdoaram este indivíduo”, informou o padre em nota enviada pela Santa Casa de Piracicaba, onde ele passou por cirurgia e se recupera dos ferimentos.

Luiz Fernando Gonçalves, de 24 anos, autor do atentado, está preso no Centro de Detenção Provisória de Piracicaba. Ele foi detido por guardas municipais instantes depois de esfaquear o monsenhor no lado esquerdo do tórax. Aos guardas, o rapaz disse que agiu “por ordem de Deus”. O acusado, que mora no bairro Pauliceia e atuava eventualmente como guardador de carros na região central, vai responder por tentativa de homicídio.

Na manhã desta segunda-feira, o monsenhor foi submetido a novos exames de raio X para a avaliação da região atingida pela perfuração. Em seguida, transferido da emergência da Santa Casa para um quarto no Hospital Santa Isabel.

Assim que chegou à Santa Casa, na noite de domingo (19), Adib foi operado para a colocação de um dreno para estancar a hemorragia no tórax. O religioso também feriu a testa ao cair no chão após o golpe.

Leia na íntegra a nota assinada pelo monsenhor:

“Difícil encontrar sentido para os fatos violentos que vitimam milhares de pessoas todos os dias pelo mundo, já que não há justificativa para a violência em hipótese alguma. No meu caso específico, talvez seja mais fácil constatar apenas que o indivíduo que me atacou durante o encerramento da Semana da Família ontem (19) agiu incorretamente. Alguns me perguntam sobre o perdão e eu, então, prontamente afirmo que meu coração e minha alma já perdoaram este indivíduo. Resta-me agora o desejo pleno de que as pessoas realmente tentem criar uma sociedade familiar, mais amiga e fraterna. Gostaria, aliás, de aproveitar este fato para lembrar a todos que é preciso restaurar a família; fazer com que ela recupere o seu papel de formadora, educadora e promotora do crescimento da comunidade com base em princípios éticos. Só assim trabalharemos em conjunto para que fatos como este sejam cada vez mais isolados.”

Deixe um comentário