Emdhap vai rever cadastro de pelo menos 1.000 candidatos pré-classificados

A Emdhap (Empresa Municipal de Desenvolvimento Habitacional de Piracicaba) identificou discrepância de informações em pelo menos 1.000 cadastros dentre os candidatos pré-selecionados para o Programa Minha Casa Minha Vida, referente aos condomínios Vida Nova 1, 2, 3 e 4 e Ipês Branco, Amarelo e Roxo. Esses candidatos serão notificados via AR (Aviso de Recebimento), a partir da semana que vem, para que retornem à Emdhap, com dia e hora marcados, para esclarecimentos. Caso as divergências declaradas pelos candidatos pré-selecionados não sejam esclarecidas, há o risco de o candidato ser eliminado e, assim, ficar fora da lista, deixando sua vaga para os suplentes.

O conflito ficou evidente quando tais cadastros, feitos,especificamente para os Condomínios Vida Nova I, II,III e IV e Ipês Branco, Amarelo e Roxo, foram comparados ao cadastro permanente de demanda da Emdhap, que reflete a necessidade do cidadão piracicabano por moradia. De acordo com o presidente da Emdhap, Walter Godoy dos Santos, do total de inscritos, 4.000 cadastrados para o programa específico, referente aos condomínios Vida Nova e Ipês, já tinham um cadastro anterior na Emdhap. “Desses 4.000 cadastros que pudemos comparar as informações, identificamos diferenças, sejam de renda, de bens, de ordem familiar”, explicou.

Segundo Godoy dos Santos, “a pessoa quando vem pela primeira vez à Emdhap para se cadastrar, no cadastro geral declara uma coisa. Depois, quando lançamos algum edital de seu interesse, ela precisa voltar e fazer um novo cadastro. É quando ela dá uma outra versão de sua realidade socieconômica”. Devido a esse problema, a lista de hierarquização para os condomínios Vida Nova e Ipês deverá ser revista, conforme a rechecagem das informações cadastrais colocadas em suspeição.

Deixe um comentário