Espaço Pipa auxilia pais de crianças que nascem com Síndrome de Down

Em Piracicaba, não existe um número exato para as crianças que nascem com a Síndrome de Down, mas segundo a pedagoga e coordenadora técnica do Espaço Pipa, Tainá Rekã, o número geral é de 1,3 bebês a cada 1000 nascimentos, sendo 12 bebês, 9 adultos e 34 crianças atendidos pela organização que desde 1983 vem implementando programas com objetivo de promover o desenvolvimento pessoal, cultural e social dessas pessoas.

As atividades oferecidas pelo Espaço Pipa englobam também o apoio à família. Antes mesmo do atendimento específico ao bebê, a família é ouvida, compreendida e orientada sobre o que é a Síndrome e quais são as necessidades desta criança. Para isso os voluntários realizam visitas constantes às maternidades que informam o nascimento de um bebê com Síndrome e realizam encontros com os pais, seja na sede da entidade ou em uma visita domiciliar.

O Espaço Pipa tem um papel fundamental na etapa de desenvolvimento motor e intelectual da criança especial. Os voluntários entram em contato com os pais para orientá-los a procurar o atendimento de estimulação precoce, onde através de técnicas especializadas as crianças desenvolvem suas habilidades. A finalidade deste serviço é também de construir vínculos familiares e comunitários para a promoção da autonomia e da melhoria da qualidade de vida das pessoas com Síndrome de Down, trabalhando pela defesa de seus direitos e pelo fortalecimento de suas potencialidades, visando à inclusão social.

Além disso, o Espaço Pipa promove atividades socioassistenciais para a pessoa com Síndrome de Down, suas famílias e amigos, atuando nas áreas de educação, saúde, cultura, esporte e lazer sob a perspectiva do modelo social.

Para obter mais informações sobre o trabalho, é só entrar em contato pelo telefone: (19) 3411-2142.

Deixe um comentário