Especialistas debatem tratamento à Hepatite C

Comprovado: o novo tratamento de hepatite C, que chegou ao Brasil no fim do ano passado por meio do novo protocolo do Ministério da Saúde, que agora importa dos Estados Unidos, Canadá e Holanda as drogas Sofosbuvir, Daclatasvir e Simeprevir,  proporciona mais qualidade de vida aos portadores do vírus, com taxas de cura superiores a 90%.

Com a finalidade de demonstrar essa experiência, os principais prescritores brasileiros destes novos fármacos de ação antiviral estarão presentes no V Encontro sobre Hepatite C Crônica e Patologias Associadas do Interior do Estado de São Paulo, que acontece no próximo dia 24 de junho, das 11h às 18h, no Espaço Beira Rio, em Piracicaba, numa iniciativa do IVIP (Instituto de Vacinação e Infectologia de Piracicaba) com apoio da Santa Casa de Piracicaba.

 

“A comissão organizadora montou uma programação científica destinada ao aprimoramento do conhecimento para um melhor manejo no diagnóstico e tratamento da doença e suas coinfecções”, disse o médico infectologista Hamilton Bonilha (CRM 51.466), coordenador do evento e do Serviço de Controle de Infecção  Hospitalar da Santa Casa.

Segundo ele, o evento tem como característica principal a descentralização de informações e já tem confirmadas as participações de profissionais de dezenas de cidades do interior paulista. “Ano passado, participaram profissionais de saúde de 26 cidades”, disse Bonilha.

Ele lembra que, em muitos casos, o tratamento anterior era abandonado pelos pacientes devido aos efeitos colaterais e ao baixo potencial de cura real. “O índice de cura já foi de 30% e depois foi para 70%, exigindo de seis a 12 meses de injeções que acarretavam efeitos colaterais terríveis. Com a nova geração de medicamentos, a chance de cura está superando os 90%. É outra realidade” diz.

O provedor da Santa Casa, Adilson Zampieri, justifica o apoio da Irmandade, lembrando que o Hospital é referência para as possíveis complicações que surgem durante o tratamento da hepatite, feito gratuitamente pelo SUS (Sistema Único de Saúde).  “A Santa Casa de Piracicaba é uma instituição imprescindível ao processo de diagnóstico, tratamento e cura da hepatite C”, disse.

 Serviço:  O evento é gratuito. Informações pelos telefones (19)  3417-5109 / 3436-8370 / 3434-6049 e 3434-4115.

 

 

Programação traz temas relevantes ao novo tratamento da doença

 A programação do V Encontro de Hepatite é extensa e contará com a participação de renomados profissionais da área para tratar de temas relevantes aos novos tratamentos da doença. ‘Tratamento do HCV em 2016 no Brasil’ será o tema do palestrante Henrique Sérgio Moraes Coelho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Em seguida, Rodrigo Sebba Aires, da Universidade Federal de Goiás, falará sobre ‘Quando encaminhar o paciente para o transplante hepático”, e Alexandre Naime, da Unesp de Botucatu, falará sobre ‘Interações Medicamentosas e os DAAs’.

O especialista Edison Roberto Parise, da Unifesp, falará sobre a transformação do tratamento da Hepatite C, aborando o “Uso de Sovaldi na Prática Clínica: Tratamento da Hepatite C em Pacientes Cirróticos GT1 e 3”. O palestrante Fernando Lopes Gonçales Jr, da Unicamp, falará sobre “Tratamento de Pacientes HCV/HIV – Desafios e Oportunidades”.

Em seguida, os especialistas Mário Reis Alvares da Silva, da UFRGS, Mário Gonzales, do Hospital Emílio Ribas, Giovanni Faria Silva, da Unesp Botucatu e  Fernando Ruiz, da PUC Sorocaba debatem no Simpósio BMS: Tratamento do HCV em Pacientes Cirróticos e Não Cirróticos.

Fernando Lopes Gonçales Jr, da Unicamp, por sua vez, falará sobre “Qual a Melhor Estratégia Terapêutica Para Evitar a Resistência aos Novos DAAs”. Já o tema “Perspectivas Futuras Para os Novos Tratamentos da Hepatite C Crônica” será objeto da abordagem do coordenador Marcos Montani Caseiro, da Faculdade de Medicina de Santos, e por Fernando Lopes Gonçales Jr, da Unicamp.

Em seguida, Rogério Alves, do Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo, ministrará palestra sobre “HCV e Carcinoma Hepatocelular (CHC): O que o Infectologista e o Gastroenterologista Precisam Saber”.

Finalizando, apresentação do “Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas para Hepatite C e Coinfecções” pelos especialistas coordenadores Isaac Altikes, do Hospital Santa Catarina, Hamilton Bonilha, da Santa Casa de Piracicaba e  IVIP/Piracicaba, e Marcos Montani Caseiro, da Faculdade de Medicina de Santos.

Deixe um comentário