Expectativa de varejistas se mantém positiva

O ICV-P (Índice de Confiança no Varejo de Piracicaba) correspondente a dezembro subiu 0,3% na comparação com o trimestre anterior, compreendido pelos meses de setembro, outubro e novembro, passando de 76,32 para 76,61 pontos. O resultado positivo acompanha a tendência de equilíbrio, que o índice vem registrando nos últimos meses: em outubro oscilou 2,38%, passando de 74,11 para 75,87, em novembro variou 0,59%, passando de 75,87 para 76,32, e na última medição alcançou os 76,61 pontos.
Na comparação interanual, o crescimento foi mais representativo. Em dezembro de 2015, o indicador registrava 48,06 pontos, valor 59,40% menor que os 76,61 pontos registrados na medição de dezembro de 2016.
“Esse equilíbrio pode ser considerado saudável. Não tivemos um crescimento considerável, mas o cenário que vemos hoje, de maneira positiva, não se assemelha ao que se via no ano passado”, opina Paulo Roberto Checoli, presidente da Acipi (Associação Comercial e Industrial de Piracicaba).
Na decomposição do ICV-P – calculado pela Ejea/USP (Empresa Junior de Economia e Administração) em parceria com a associação –, é possível verificar um aumento de 3,65% no ICA (Índice de Confiança Atual), puxado pelo desempenho do quesito: Vendas Atuais, que obteve resultado positivo de 5,82%.
“A confiança do lojista parece estar se restabelecendo aos poucos. A melhor notícia para o ambiente do consumo é o arrefecimento da inflação, que, como soubemos há pouco pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), fechou o ano de 2016 em 6,29%, dentro do limite máximo da meta governo”, comenta Checoli.
Por outro lado, puxado pela queda de 2,52% no subíndice: Vendas Futuras, o ICF (Índice de Confiança Futura) recuou 0,81% no período analisado.
“Essa queda pode ser considerada ínfima, já que não chega a 1%, e não deve servir para ‘estremecer’ a confiança do lojista, que segue em equilíbrio. No entanto, é importante observar, conforme indica o relatório da Ejea/USP, que essas oscilações refletem as incertezas com relação ao cenário brasileiro no ano de 2017, cujos horizontes ainda estão em configuração”, diz o presidente da Acipi.
ICV-P
O indicador tem o objetivo de divulgar aos empresários, setor público e sociedade as expectativas dos lojistas em relação à economia regional, ao segmento em que atuam e às suas próprias empresas.

Deixe um comentário